Notícias

Bolsa de Tóquio recua após atingir 20 mil pontos pela 1ª vez em 15 anos

Apesar de leve recuo, o índice Nikkei encerrou a semana com alta acumulada de 2,4%.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em leve baixa nesta sexta-feira (10), depois de romper o nível dos 20.000 pontos na máxima da sessão pela primeira vez em 15 anos, em meio a expectativas dos investidores por relatórios de lucros melhores de empresas japonesas para o ano fiscal encerrado em março, divulgados no decorrer deste mês até maio.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, caiu 30,09 pontos, recuo de 0,15% ante o fechamento anterior, encerrando aos 19.907,63 pontos, depois de romper o nível dos 20.000 pontos pela primeira vez desde 17 de abril de 2000. Na semana, o principal índice acionário japonês avançou 2,4%, assegurando ganhos em dez das últimas 12 semanas. No ano, acumula valorização de 14%, maior alta no ano entre todos os índices acionários do mercado asiático.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, recuou 4,65 pontos, baixa de 0,29% ante o fechamento de quinta-feira, encerrando o dia aos 1.589,54 pontos.

O volume das transações na sessão principal subiu para cerca de 2,45 bilhões, contra 1,987 bilhão de ações no dia anterior.

O Nikkei tocou o limiar psicologicamente importante dos 20.000 pontos logo após a abertura das negociações, influenciado pelos ganhos do dia anterior nos mercados norte-americanos e europeus, chegando tocar à máxima de 20.006 pontos, mas mudou de rumo após ser pressionado por um forte movimento de vendas, com investidores aproveitando para realizar lucros na sequência de fortes ganhos recentes do índice.

A força do mercado em Tóquio é parcialmente explicada por compras feitas por fundos de pensões públicos e pela atuação do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês). Além disso, os investidores estrangeiros têm contribuído para a mão compradora recentemente, com aquisições de cerca de 445 bilhões de ienes na última semana, o maior volume em mais de um mês, segundo dados da bolsa japonesa.

Um destaque de baixa do pregão de hoje foi a Lawson, cujos papéis caíram 4,3% após a operadora de lojas de conveniência divulgar resultados financeiros abaixo da expectativa.

Por outro lado, grandes varejistas tiveram forte desempenho em Tóquio após publicarem balanços melhores que o esperado ou em linha com as previsões. Foi o caso da Fast Retailing (+2,5%), da Ryohin Keikaku (+12%) e da Aeon (+5,5%).

(Com informações das Agências ‘Estado’ e ‘Kyodo’)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta