Notícias

Bolsa de Tóquio renova máxima, puxada por sequência de quedas do iene

O índice Nikkei teve o maior valor de fechamento em oito meses.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta pelo terceiro dia consecutivo nesta quarta-feira (10), renovando o maior valor de fechamento em mais de oito meses, impulsionada pela forte desvalorização do iene frente ao dólar, que também renovou sua máxima em mais de seis anos ante a moeda japonesa.

O Nikkei, principal índice japonês, subiu 39,63 pontos, ou 0,25% ante terça-feira, encerrando aos 15.788,78 pontos, o seu melhor resultado desde o início do ano. O volume dos negócios totalizaram 1.946,37 milhões de ações ante 1.896,90 milhões na véspera.

Durante a sessão, a moeda norte-americana foi o principal destaque. A divisa ultrapassou a máxima atingida ontem, chegando a 106,52 ienes, maior patamar desde 2008. No fim da sessão, o dólar já havia recuado um pouco, mas permanecia em alta, a 106,47 ienes, ante 106,23 do dia anterior. Em relação ao último mês, a valorização já chega a 4,3%.

Dados sobre pedidos de máquinas no Japão, divulgados no início do dia, também pesaram sobre o mercado, disseram corretores.

O governo informou que as encomendas de máquinas do setor privado aumentou a um ajuste sazonal para 3,5% em julho ante o mês anterior. O resultado contrariou a estimativa mediana de mercado, que esperavam alta de 4%.

O lançamento do iPhone, da Apple, teve pouco efeito sobre a bolsa, segundo os analistas. “Essa alta tem sido quase inteiramente puxada pela moeda”, disse o gerente do fundo Shinkin Asset Management Naoki Fujiwara.

Um dólar forte e um iene fraco favorece os exportadores do Japão. Por outro lado, caso o iene se enfraqueça ainda mais, poderá haver elevação nos preços das importações de recursos energéticos e de matérias-primas, o que afetaria adversamente a economia do país.

Para Yoshihiro Okumura, do Chibagin Asset Management, “os preços parecem um tanto cheios e há muito ceticismo sobre quanto vai durar a valorização dos últimos pregões”. A depender das decisões dos bancos centrais dos Estados Unidos e do Japão, no entanto, Okumura diz acreditar que a taxa de câmbio pode atingir 110 ienes até o fim do ano.

Entre os exportadores, principais beneficiados da valorização da moeda norte-americana, as ações da TDK subiram 1,4% e a Honda ganhou 1,0%.

A novo produto da Apple teve efeito misto nas ações das empresa fornecedoras. A Alps Electric subiu 4.1%, enquanto os papéis da Japan Display terminaram em queda de 1.8%.

Outros resultados significativos incluíram papeis do setor de serviços públicos, indústria da borracha e de mineração.

E-commerce Rakuten subiu 4,9% e a Hitachi Metals saltou 4,2%. Por outro lado, a Sumitomo Metal Mining caiu 3,8%, depois que o preço do níquel caiu, na terça-feira, na Bolsa de Metais de Londres.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta