Notícias

Ex-soldado do exército do Japão é preso por estuprar 8 meninas

O alvo do ex-soldado era estudantes cursando desde o sexto ano do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No início deste mês, a polícia de Okayama, no oeste do Japão, prendeu um ex-soldado das Forças de Autodefesa do país, acusado de violentar e ameaçar oito jovens, crianças e adolescentes, informou o site japonês ‘Nikkan Gendai’, citando uma reportagem da emissora ‘TBS’ como fonte.

Segundo a publicação, o ex-soldado, identificado como Shinsuke Hara, de 39 anos, já era reincidente e respondia por abuso de menores após ser preso em outubro do ano passado. O homem foi solto e estava respondendo em liberdade.

Após investigações minuciosas, a polícia descobriu que Hara havia estuprado mais duas meninas. Segundo a polícia, o homem utilizava aplicativos de encontros para se aproximar das jovens que, segundo o “Nikkan Gendai’, eram todas estudantes cursando desde o sexto ano do ensino fundamental (shougakkou) ao terceiro ano do ensino médio (koukou).

Com as novas acusações, no que se somou em oito crianças e adolescentes violentadas até o momento, Shinsuke Hara teve a prisão decretada, perdendo o direito de responder o processo em liberdade até a conclusão das investigações, que ainda prosseguem.

A polícia acredita que o acusado pode ter violentado mais jovens, isso porque ele as ameaçava. “Algo de muito ruim irá te acontecer caso contem à alguém”, disse ele à uma das vítimas, segundo a ‘TBS’.

Durante as investigações, a polícia encontrou centenas de imagens de pornografia infantil no computador do ex-soldado. Apesar de não estar mais servindo às Forças de Autodefesa do Japão, Hara é integrante da reserva militar e profissional de artes marciais.

Em entrevista à ‘TBS’, um conhecido do ex-soldado disse que ele começou a participar de competições locais de artes marciais logo após a formatura. “A ideia de Hara era se tornar um lutador profissional”, disse.

Outra pessoa que também conhecia o acusado contou que ele conseguiu se profissionalizar como lutador aos 30 nos, mas desistiu de competir por não conseguir conquistar torneios.

Na reportagem da ‘TBS’, o conhecido explicou ainda que Hara o fracasso como profissional de luta levou Hara a retornar para a terra natal, onde trabalhou por algum tempo como funcionário público em uma escola.

“Jamais poderia imaginar que ele [Shinsuke Hara] era um pedófilo”, desabafou o conhecido, de acordo com a ‘TBS’.

Com base no que foi encontrado no computador do ex-soldado, a polícia acredita que Hara tenha violentado mais de dez jovens em um período de dois anos. Mediante a isso, “as investigações prosseguirão e o acusado continuará preso até a conclusão do inquérito”, afirmou a polícia sem dar mais detalhes, conforme noticiou o ‘Nikkan Gendai’.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta