Notícias

Japão e Coreia do Sul discutem restrições a exportações de insumos

Cargueiro da sul-coreana Hanjin | Foto: Reprodução / Reuters

É o primeiro encontro entre os dois países desde que Tóquio adotou restrições rigorosas sobre exportação de insumos para Coreia do Sul.

Autoridades de Japão e Coreia do Sul estão reunidos nesta sexta-feira (12), em Tóquio, para discutira as restrições mais rigorosas adotadas pelo governo japonês sobre as exportações de insumos de alta tecnologia para o país sul-coreano.

Trata-se do primeiro encontro entre os dois países desde que o Japão implementou a medida na semana passada.

As restrições mais rigorosas se referem a três insumos para a Coreia do Sul. Os itens são usados para a produção de semicondutores e outros equipamentos de alta tecnologia.

Autoridades japonesas afirmam que o controle comercial da Coreia do Sul não é rigoroso, o que levanta questões de segurança.

A reunião entre técnicos dos dois países foi organizada atendendo a solicitação do governo sul-coreano.

Na quarta-feira, o governo de Seul exortou o Japão a revogar a decisão, alegando se tratar de uma violação das regras da Organização Mundial do Comércio (OMC).

A embaixadora da Coreia do Sul, Paik Ji-ah, afirmou em uma conferência da OMC em Genebra, na terça-feira, que apenas exportações para seu país estão sujeitas ao controle mais rígido, ocasionando amplos efeitos negativos.

Entretanto, o embaixador japonês, Junichi Ihara, refutou as acusações de Paik Ji-ah, afirmando que “essa decisão não é um embargo comercial, mas uma revisão de controles de exportação baseada em questões de segurança”.

“Eu informei que ela [novo controle japonês de exportações] não viola de forma alguma as regras da OMC”, disse Ihara.

A situação conflitante ocorre meses após a Suprema Corte da Coreia do Sul ter ordenado que empresas japonesas indenizem sul-coreanos que alegam terem sido forçados a trabalhar durante a Segunda Guerra Mundial.

Entretanto, o governo japonês afirma que a questão do direito de exigir indenização foi resolvida de forma completa e definitiva sob um tratado celebrado em 1965, quando os dois países normalizaram seus laços.

Tóquio pediu que Seul estabelecesse um painel arbitral para solucionar a disputa, porém os sul-coreanos não responderam ao pedido, conforme noticiou a emissora pública ‘NHK’.

MN – Mundp-Nipo.com
Fonte: NHK News.