Notícias

Bolsa de Tóquio fecha em leve alta com expectativas de balanços nos EUA

Investidores em Tóquio têm se mostrado confortáveis com o índice Nikkei próximo de 20 mil pontos.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou praticamente inalterada nesta terça-feira (14), repetindo o movimento de estabilidade visto ontem, com os investidores mantendo cautela enquanto esperam pelos relatórios de lucros de grandes empresas norte-americanas, que deverão ser divulgados no decorrer da semana.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, subiu 3,22 pontos, leve alta de 0,02% ante o fechamento anterior, encerrando aos 19.908,68 pontos. Na sessão anterior, o índice teve leve recuo de 0,01%.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, teve alta de 4,56 pontos, avanço de 0,29% ante o fechamento de segunda-feira, encerrando o dia aos 1.590,82 pontos.

Uma onda de apostas na gigante de telecomunicações SoftBank ajudou a manter o mercado em território marginalmente positivo. A empresa, que fechou em alta de 2,01%, recebeu comentários elogiosos do banco Nomura, que mencionou os bons resultados financeiros do SoftBank em negócios no exterior, mas disse que a empresa precisa melhorar a qualidade de sua rede de dados.

“O mercado parece confortável com o índice próximo de 20 mil pontos, porém, os investidores estão evitando tomar riscos antes da divulgação dos balanços de companhias dos Estados Unidos”, disse Yoshihiro Okumura, gerente do fundo de investimentos Chibagin.

No câmbio, o dólar seguiu em baixa em relação ao iene, pressionado pelo comentário de segunda-feira do economista Koichi Hamada, que atua como conselheiro de economia do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. Em um programa de televisão, Hamada disse que o iene, cotado a um patamar próximo de 120 por dólar, está excessivamente fraco, se considerada a paridade do poder de compra. Para ele, uma cotação justa seria em torno de 105 ienes por dólar.

Por volta das 3h (de Brasília), pouco depois do fechamento da bolsa japonesa, a moeda norte-americana caía a 119,76 ienes, de 120,12 ienes no fim da tarde de ontem.

O mercado acionário japonês, no entanto, também foi influenciado por dados negativos sobre a economia da China, divulgados na segunda-feira. O resultado da balança comercial do país mostrou queda nas exportações, o que gerou preocupação sobre a desaceleração do crescimento na segunda maior economia do mundo.

Os resultados da China influenciaram ações da varejista Fanuc, do grupo Uniqlo, que recuou 1,6%. Enquanto isso, a Obayashi Road saltou 7,2%, depois que a construtora elevou sua estimativa de lucro líquido para o ano fiscal que encerrou em março deste ano.

(Com informações das Agências ‘Estado’ e ‘Kyodo’)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta