Notícias

Dólar fecha perto da estabilidade com dados positivos dos EUA

O dólar acumula queda de 0,32% na semana, enquanto no ano, a moeda está estável.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O dólar fechou com leve alta ante o real nesta quarta-feira (15), num movimento impulsionado pelas boas notícias nos EUA, que alimentam a expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) reduza mais rapidamente os estímulos à economia.

O dólar comercial encerrou o dia com leve valorização de 0,06%, cotado a R$ 2,3574 para a venda. Veja cotações.

Segundo dados da BM&F, o volume de negócios no dia ficou em torno de US$ 1,2 bilhão, contra cerca do baixo volume na véspera que foi de em torno de US$ 900 milhões.

Nesta seção, a divisa norte-americana operou em baixa ante o real desde cedo, com os investidores esperando os resultados da reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, que começou nesta terça (14) e deve terminar hoje. No encontro, o Copom discute o valor da taxa básica de juros, a Selic.

Entretanto, as notícias vindas dos EUA fizeram a moeda mudar de rumo e fechar com leve alta, acompanhando o bom humor lá fora após a divulgação dos dados positivos dos Estados Unidos, que deram um pouco de força para a moeda, destacou a agência Reuters.

Segundo noticiou o portal de noticias G1, os preços ao produtor nos EUA registraram o maior aumento em seis meses em dezembro, levantando a possibilidade de que a redução das compras de títulos do Federal Reserve seja acelerada, reduzindo ainda mais a oferta global de liquidez.

No cenário interno, o Banco Central do Brasil deu continuidade às intervenções diárias para reduzir o valor do dólar. Nesta manhã, a autoridade monetária vendeu a oferta total de 4 mil contratos de swap cambial tradicional (equivalentes a venda futura de dólares) com vencimento em 1º de setembro.

Já os swaps com vencimento em 2 de maio, que também foram ofertados, não foram vendidos. A operação teve volume equivalente a US$ 197,9 milhões.

A intervenção do BC e a possibilidade de mais entradas de moeda na economia brasileira com a busca de financiamento para empresas chegou a desvalorizar a moeda abaixo de R$ 2,35 durante a manhã. Analistas, no entanto, dizem que o mercado entende neste momento que o patamar de R$ 2,35 é um piso de resistência e, assim, poderia evitar que o dólar caia muito.

Com isso, o dólar acumula queda de 0,32% na semana, enquanto no ano, a moeda está estável. Na terça-feira (14), o dólar subiu após dois pregões consecutivos de queda, fechando com valorização de 0,22%, cotado a R$ 2,3561 na venda.

As informações das cotações são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta