Notícias

Bolsa de Tóquio recua com realização de lucros e preocupações com a Grécia

Investidores aproveitaram para embolsar lucros após o Nikkei atingir 18 mil pontos na véspera.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em baixa nesta terça-feira (17), em meio a movimentos de embolso de lucros após o Nikkei, na véspera, alcançar seu maior nível em mais de sete anos, enquanto investidores permanecem duvidosos sobre o futuro da Grécia na zona do euro.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, recuou 17,68 pontos, queda 0,10% ante o fechamento anterior, encerrando aos 17.987,09 pontos. Na segunda-feira, o índice atingiu o nível de 18 mil pontos pela primeira vez desde julho de 2007.

Por outro lado, o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, avançou 2,64 pontos, alta de 0,18% ante o fechamento de segunda-feira, encerrando o dia aos 1.462,07 pontos.

Nesta terça, o mercado em Tóquio abriu com perdas, com os investidores encontrando espaço para realização de lucros após o Nikkei terminar aos 18,004,77 pontos na sessão anterior, o maior fechamento desde julho de 2007.

O movimento de vendas foi ampliado após a Grécia não conseguir chegar a um acordo sobre seu programa de ajuda durante reunião realizada ontem (17) com ministros de Finanças da zona do euro, em Bruxelas. Os credores da Grécia voltaram a insistir na extensão do programa atual, mas o novo governo de Alexis Tsipras, que assumiu no mês passado, defende a concessão de um empréstimo-ponte que garanta a liquidez no país nos próximos meses.

A indefinição da questão grega gerou aversão a risco no mercado japonês. Com isso, exportadoras japonesas ligadas à zona do euro foram afetadas nos negócios de hoje, com a Canon perdendo 0,5% e a Sony recuando 0,6%.

Entretanto, o movimento de perdas foi contido no final do dia, com o Topix movendo-se para o território positivo. Algumas ações de exportadoras tiveram um impulso com o iene enfraquecido após o leilão de títulos do governo do Japão atrair uma sólida demanda.

Com isso, a Fuji Heavy Industries, fabricante de carros da marca Subaru, subiu 0,8% e Panasonic ganhou 1,8%.

Por outro lado, uma perspectiva mais positiva de recuperação nos lucros das empresas do Japão impulsionou ações do setor financeiro. O Mizuho Financial Group subiu 0,5%, enquanto o Bank of Yokohama avançou 0,4%.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta