Notícias

Japão tem primeiro superávit comercial em 5 meses

©Getty Free

O resultado coloca o Japão no saldo positivo depois de amargar uma sequência de quatro meses de contas no vermelho.

O Japão registrou superávit comercial de 339,0 bilhões de ienes em fevereiro, o primeiro em cinco meses, depois de registrar um déficit de 1,41 trilhão de ienes em janeiro, o maior déficit comercial em quase cinco anos, de acordo com dados pelo do governo do país.

Divulgados nesta segunda-feira (18), os números do Ministério das Finanças do Japão mostram que as exportações globais do Japão recuaram 1,2% em fevereiro na comparação anual, um número bem abaixo do forte declínio de 8,4% anualizado registrado em janeiro.

O recuo em fevereiro veio abaixo da projeção de economistas, que previam queda de 1,5% nas exportações.

Por outro lado, as importações tiveram queda anual maior, de 6,7% no mês passado. O resultado é amplamente maior que o recuo de 0,6% apurado em janeiro, também na base anual.

Como resultado, a balança comercial do Japão registrou superávit comercial de 339,0 bilhões de ienes no segundo mês do ano. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam resultado menor, de 310,2 bilhões de ienes.

O resultado coloca o Japão no saldo positivo depois de amargar uma sequência de quatro meses registrando contas no vermelho.

Exportações por mercados
As exportações do Japão para a China, por outro lado, tiveram crescimento de 5,5% em fevereiro, na comparação anual. Com isso, s terceira maior economia global se recuperou do forte recuo de 17,4% no mês passado, que foi considerado o pior declínio de embarques para a China desde janeiro de 2016.

Autoridades do governo disseram que a queda acentuada na demanda dos vizinhos chineses pode ter sido o resultado da desaceleração econômica da China devido, em parte, a guerra comercial com os EUA, um movimento que foi ampliado pelo feriado do Ano Novo Chinês.

As vendas para a Ásia recuaram 1,8%, mas aquelas para os Estados Unidos tiveram aumento anual de 2,0% e, para a União Europeia, mostraram crescimento de 2,5%.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Wall Street Journal | Agência Brasil.