Notícias

Bolsa de Tóquio sobe na esteira de Wall Street, mas tem ganhos limitados

Apesar da alta, os investidores mantiveram cautela, à espera por reuniões nos bancos centrais do Japão, da zona do euro e dos EUA.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta nesta segunda-feira (19), seguindo os resultados positivos em Wall Street na sexta-feira, motivados pelo aumento do petróleo e pelos bons dados sobre a economia nos Estados Unidos. Mas os ganhos em Tóquio foram limitados em meio aos eventos de risco no final da semana, incluindo reuniões de política monetária no Japão e na Europa.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, subiu 150,13 pontos, alta de 0,89% ante o fechamento anterior, encerrando aos 17.014,29 pontos. Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, avançou 8,68 pontos, alta de 0,64% em relação à sexta-feira, terminando as negociações de hoje aos 1.372,41 pontos.

O volume das negociações foi fraco, totalizando 2.039,51 milhões de ações negociadas. Na sessão anterior, o volume das transações foi um pouco melhor, somando 2.712,28 milhões de ações.

Os ganhos em Tóquio também foram influenciados pelo o retorno do dólar para o patamar de 117 ienes, depois de ter passado boa parte da sexta-feira na casa dos 116 ienes. A bolsa japonesa teve ainda a influência dos bons resultados nos mercados norte-americanos, uma vez que as bolsas de Nova York fecharam em alta na semana passada e os preços do petróleo estão mais resistentes.

Na China, as ações relacionadas ao mercado financeiro sofreram com a decisão de Pequim de reprimir produtos de crédito que têm sido culpados por alimentar a especulação excessiva do mercado nos últimos três meses. Nesta segunda-feira, o governo chinês suspendeu as atividades de três das maiores corretoras do país.

A notícia, no entanto, não foi suficiente para levar o índice Nikkei para o território negativo, mas isso não significa que a decisão não afetou o mercado japonês que, por sua vez, teve hoje um dia de baixo volume de negócios, com os investidores assumido posição de cautela enquanto aguardam por reuniões nos bancos centrais do Japão, da zona do euro e dos Estados Unidos.

Ações de exportadoras japonesas, mais sensíveis ao câmbio, lideraram os ganhos. A Fuji Heavy Industries subiu 2,6%, mas a alta foi potencializada pelo notícia de que a empresa teve um aumento da produção global de seus carros Subaru em 4% este ano, em meio a fortes vendas.

Entre os perdedores, a Sharp foi o destaque da sessão, despencando 8,7% após uma reportagem indicar que a fabricante de eletrônicos retornaria para o território negativo de seus lucros no atual ano fiscal, que encerra em março deste ano.

== Kyodo

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta