Notícias

Dólar fecha em queda ante real com fluxo de entrada e ata do Fed

O dólar encerrou o dia com desvalorização de 0,3%, mas ainda acumula alta na semana.

Do Mundo-Nipo

O dólar anulou a alta de véspera para fechar em queda nesta quarta-feira (19), em reação a fluxo de entrada de recursos e após o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) reiterar que irá prosseguir reduzindo gradualmente seu programa de compra de títulos, dando seu segundo corte de estímulos à economia.

O dólar comercial encerrou o dia com desvalorização de 0,3%, cotado a R$ 2,3904 para a venda. Na terça-feira (18), o dólar teve alta de 0,37%.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,2 bilhão de dólares.

Na semana, a moeda norte-americana acumula alta de 0,16% e no ano, de 1,4%. No mês, porém, há desvalorização de 0,91%.

O resultado nesta sessão foi influencioado, principalmente, por entrada de dólares no país e intervenções do Banco Central brasileiro no mercado de câmbio.

Mais cedo, o dólar acompanhou as oscilações vistas em outras moedas emergentes e avançou sobre o real. Ativos de países em desenvolvimento têm sofrido intensa pressão nas últimas semanas em meio à onda global de mau humor e preocupação com os países emergentes, de acordo com o G1 Economia.

Perto do horário de fechamento, por volta das 17h, foi divulgada a ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), quando o Fed anunciou o segundo corte de US$ 10 bilhões no programa de compra mensal de títulos, atualmente em US$ 65 bilhões, animado por dados mostrando força na recuperação dos EUA no fim do ano passado, destacou a Agência Reuters.

Segundo o UOL Economia, a ata mostra que vários integrantes do Fed passaram a ideia de que o programa de estímulos econômicos será reduzido de forma previsível, em cortes de US$ 10 bilhões a cada reunião, a menos que a economia dê sinais negativos.

O corte dos estímulos dos EUA reduz a circulação de dólares no mundo, o que deixa a moeda norte-americana mais cara.

 

Atuações diárias do Banco Central do Brasil (BC) no mercado de dólar

O Banco Central manteve seu programa de intervenções diárias no câmbio, com as novas regras anunciadas em dezembro. Agora, em vez de 10 mil contratos de swap cambial tradicional (que equivalem à venda de dólares no mercado futuro), são ofertados 4 mil contratos diariamente.

Nesta quarta, o BC vendeu todos os contratos ofertados: 1.000 têm vencimento em 1º de agosto e 3.000, em 1º de dezembro deste ano. A operação movimentou US$ 197,7 milhões.

 

BC realiza mais etapas de rolagem de contratos de dólar

O Banco Central realizou, nesta quarta-feira, mais um leilão para rolar os contratos de dólar que vencem em 5 de março.

O BC vendeu 10,5 mil contratos de swap cambial tradicional (equivalentes à venda futura de dólares) com vencimento em 2 de janeiro de 2015. O BC também ofertou swaps para 1º de outubro deste ano, mas não vendeu nenhum.

A operação movimentou US$ 517,0 milhões. No total, o BC já rolou o equivalente a US$ 5,163 bilhões, ou cerca de 70% do lote total que vence no próximo mês, que corresponde a US$ 7,378.

As informações das cotações de fechamento são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe um comentário