Notícias

Brasil oficializa isenção de visto para turistas de Japão e de mais 3 países

Foto: jp.fotolia

Decreto foi publicado hoje no Diário Oficial da União, no qual oficializa a isenção completa de vistos para quatro países.

O Governo do Brasil publicou no Diário Oficial da União, um decreto dispensando o visto de entrada no Brasil para australianos, canadenses, japoneses e norte-americanos, oficializando assim a medida que foi anunciada em janeiro.

Embora a publicação, feita nesta segunda-feira (18), no Diário Oficial dê por oficial a isenção completa de vistos, sem exigir reciprocidade, para estes quatro países –  um grupo considerado estratégico para o turismo no Brasil -, a medida será anunciada oficialmente pelo presidente Jair Bolsonaro amanhã (19), durante visita oficial aos Estados Unidos.

O presidente, acompanhado de sua comitiva, chegou no domingo (17) à tarde em Washington.

A dispensa de visto valerá para entrada no país para fins turísticos, de negócio, esportivos ou artísticos, sem intenção de estabelecer residência.

As novas regras serão aplicadas para quem permanecer em território brasileiro por até 90 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, desde que não ultrapassem 180 dias a cada 12 meses. A dispensa de visto, conforme disposto no decreto, passará a valer a partir de 17 de junho.

Atualmente, os cidadãos desses quatro países utilizam um sistema eletrônico para a obtenção de vistos (E-visa) para entrar no Brasil.

Por meio deste programa, os turistas desses países podem fazer a solicitação pela internet. O tempo de análise e entrega do documento dura três dias. No procedimento normal, o prazo chegava a 40 dias.

De acordo com o Ministério do Turismo, a adoção do visto eletrônico já aumentou em 35,2% a emissão de vistos. A expectativa é que, se todos os pedidos de visto feitos em 2018 forem convertidos em viagens, serão 217,8 mil turistas a mais no Brasil.

A intenção do governo brasileiro é chegar a 12 milhões de turistas por ano até 2022. Caso consiga, praticamente terá dobrado o número de visitantes em comparação com o número atual, de 6,6 milhões.

A medida é unilateral e, dessa forma, os brasileiros que desejarem visitar esses países precisam solicitar visto de entrada, conforme as regras vigentes em cada país.

“Isso vai ajudar e muito a gente a trazer emprego e divisas aqui para dentro. Nós precisamos gerar emprego. Com a reciprocidade, nesse aspecto, os prejudicados somos nós”, disse o o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em 20 de janeiro, quando anunciou a medida provisória.

Segundo ele, visitantes de AustráliaCanadáEstados Unidos e Japão foram escolhidos por serem os que mais fazem pedidos de visto ao Brasil, representando mais de 60%. Em 2015, por exemplo, cerca de 400 mil vistos foram pedidos pelos turistas destes quatro países.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Agência Brasil | Estado de São Paulo.