Japão registra recorde de homicídios por violência doméstica

Do total de homicídios decorrente de violência no lar, mulheres representam maioria das vítimas.
Japonesa chorando Foto Stockvault 19112016 900x550 min
Foto: Stockvault

O número de homicídios diretamente relacionados à violência doméstica no Japão atingiu o recorde de 147 casos registrados em 2015, o que representa um novo recorde de vítimas fatais por agressão no lar, segundo o mais recente relatório da Secretaria do Ministério para a Igualdade de Gêneros.

Divulgado este mês, o relatório mostra que, do total de homicídios, as mulheres representam aproximadamente 56% das vítimas, totalizando mais de 82 mortes registradas no passado, o que representa um novo recorde.

Já os casos confirmados envolvendo pessoas com ferimentos por agressão no lar, o número chegou a 2,6 mil registros. Desse total, as mulheres representam 2,5 mil das vítimas. Em relação a agressões com espancamento grave, houve 3,7 mil registros e as mulheres, mais uma vez, representam a maioria, totalizando 3,5 mil casos, de acordo com o relatório.

Para compilar os dados, o Ministério para a Igualdade de Gêneros usa como base os dados da Agência Nacional de Polícia do Japão (NPA, sigla em inglês) e dos centros de atendimento e proteção à mulher.

Segundo o último relatório da NPA, o número de denúncias de violência doméstica, feitas em centros de atendimento e em delegacias de todo o país, totalizou um recorde de 63.141 casos registrados em 2015, o que representa uma elevação de 6,9% em relação o ano anterior e marca o 12º ano consecutivo de alta.

Do total de denúncias, as mulheres representam cerca de 90% das vítimas, somando mais de 56,8 mil casos registrados no passado.

A NPA explicou que a forte elevação no número de casos de violência doméstica é porque a agência passou a incluir casos de agressão entre os casais que mantêm união estável, ou seja, aqueles que moram juntos, mas não são casados legalmente.

Essa inclusão se deve à revisão da lei japonesa “antiviolência doméstica”, em 2014, que passou a vigorar no início de 2015. Antes, a agência contabilizava somente as denúncias de violência cometida nos lares de casais casados civilmente.

Contudo, o alarmante aumento da violência doméstica no país, principalmente contra mulheres, levou o Ministério da Justiça a promover uma campanha de esclarecimento sobre os direitos da mulher. Consultas podem ser feitas por telefone (0570-070-810).

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo.

Total
6
Shares
Previous Article
Pessoas atravessando rua em Shibuya Toquio Foto Stockvault 900x600 min

Japão aprova lei que permitirá mão de obra estrangeira não qualificada

Next Article
Terremoto Imagem Mundo Nipo 900x615 otimizada

Terremoto de magnitude 5,4 sacode o oeste do Japão

Related Posts