Notícias

Dólar cai e fecha no patamar de R$2,33, o menor em 1 mês

O volume de negociações foi pequeno porque os mercados dos EUA estão fechados em virtude do feriado de Martin Luther King Jr.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O dólar fechou em queda ante o real nesta segunda-feira (20), em um dia marcado pela falta de referência dos mercados americanos, fechados em virtude do feriado de Martin Luther King Jr, mas reagindo às expectativas de entrada de capitais no Brasil diante da perspectiva de que os juros podem subir mais do que o esperado.

O dólar comercial encerrou o dia com desvalorização de 0,34%, cotado a R$ 2,3383 para a venda. É o menor valor de fechamento desde 17 de dezembro de 2013, quando a moeda encerrou cotada a R$ 2,3225. Veja cotações.

O volume de negócios no dia ficou em torno de US$ 700 milhões contra cerca de US$ US$ 1,6 bilhão de sexta-feira (17), de acordo com dados da BM&F.

Durante as negociações de hoje, dados vindos da China, que confirmaram desaceleração no crescimento da segunda maior economia do mundo, embora num ritmo mais brando que o esperado, ganharam destaque na ausência de indicadores americanos. O PIB chinês cresceu 7,7%, mesma taxa de 2012.

Segundo o portal UOL Economia, a queda da moeda norte-americana nesta sessão foi influenciada pela atuação do Banco Central do Brasil (BC) e pela expectativa de entrada de dólares no país, devido a uma taxa básica de juros (Selic) mais alta.

O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou, na semana passada, a Selic em 0,5 ponto percentual, a 10,5% ao ano. De acordo com a agência de notícias Reuters, a elevação surpreendeu parte do mercado, que previa alta de 0,25 ponto.

Ainda de acordo com o UOL, a pesquisa Focus do BC, divulgada nesta segunda, reforçou a expectativa de que o banco pode subir ainda mais a taxa de juros. De acordo com a pesquisa, analistas esperam a Selic em 2014 a 10,75%; no levantamento anterior, os economistas esperavam a taxa a 10,5%.

Com os juros mais altos, os investidores estrangeiros tendem a colocar seu dinheiro no Brasil, já que os retornos serão maiores. Com mais dólares disponíveis no mercado, o valor da moeda em reais tenderia a cair.

Hoje, o Banco Central realizou a terceira etapa de rolagem dos contratos de dólar que vencem em 3 de fevereiro. Com isso, a autoridade monetária pretende adiar o vencimento dos contratos.

Foram rolados 25 mil contratos de swap cambial tradicional (equivalentes à venda futura de dólares). Entre os novos contratos vendidos, 3 mil vencem em 1º de agosto e 22 mil, em 3 de novembro deste ano.

Segundo a Reuters, a operação movimentou o equivalente a US$ 1,233 bilhão. Com isso, o BC já rolou pouco mais de 30% do lote total que vence no próximo mês, equivalente a US$ 11,028 bilhões.

O Banco Central também manteve seu programa de intervenções diárias no câmbio, de acordo com as novas regras anunciadas em dezembro. Nesta segunda, foram vendidos todos os contratos ofertados, em uma operação que movimentou o equivalente a US$ 198,0 milhões. Os contratos têm vencimento em 1º de setembro.

A desvalorização do dólar é a segunda consecutiva, já que na sexta-feira (17) a moeda norte-americana encerrou com queda de 0,82%, cotado a R$ 2,3462 na venda.

As informações das cotações são fornecidas pelo Portal Financeiro Forex Pros/Investing.com.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta