Notícias

Produção de aço no Japão atinge a maior série de quedas desde 1999

Foto: Divulgação/Straub Metal

Trata-se do 19º mês de recuo consecutivo, o que levanta dúvidas sobre os esforços do governo para reacender o crescimento do país.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A produção de aço bruto do Japão recuou fortemente em março e atingiu o 19º mês consecutivo retração, o que representa a série mais longa de declínios desde a crise financeira da Ásia no período de 1997 a 1999, informou a Federação de Ferro e Aço do Japão em seu relatório mensal.

Divulgado nesta quarta-feira (20), o relatório mostra que o país produziu 8,65 milhões de toneladas de aço bruto no terceiro mês de 2016, recuo de 6,8% na comparação com março de 2015.

Iniciada no final de 2014, a longa série de quedas ocorre em meio a uma demanda doméstica fraca por veículos e residências, bem como um duro ambiente para exportações diante da fraqueza da economia global.

A última vez que a produção siderúrgica do Japão caiu por 19 meses seguidos foi entre dezembro de 1997 e junho de 1999, quando uma crise cambial global se espalhou por muitos mercados asiáticos.

A contínua queda na produção siderúrgica do país reforça indicações de uma desaceleração na economia, enquanto levanta dúvidas sobre os esforços do governo do primeiro-ministro Shinzo Abe para reacender o crescimento do país e encerrar décadas de deflação.

“A fraqueza na produção de aço deve continuar diante da demanda fraca e os recentes terremotos no sul do Japão, que atingiu a cadeia de fornecedores das montadoras de veículos japonesas”, disse um pesquisador da federação.

Uma série de tremores de terra alcançando magnitudes de até 7,3 atingiu um centro industrial no sul do país na semana passada, forçando grandes empresas como Toyota, Sony e Honda a fecharem fábricas.

(Com informações da Agência Reuters)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta