Japão é o 5º melhor país do mundo; veja ranking

Por trás do sucesso de um país estão, principalmente, as políticas que criam oportunidades e pessoas que se esforçam.
Cidade de Toquio Foto Getty Images. 900x550 02 min
©Getty

Atualizado em 11/07/2018


O Japão subiu duas posições em um complexo ranking que classifica os melhores países do mundo, o “Overall Best Countries Ranking”, um estudo que usa índices específicos para avaliar o sucesso de um país.

Em sua segunda edição, o estudo é desenvolvido pela revista americana U.S. News & World Report em conjunto com a consultoria Y&R’s BAV, especificamente John Gerzema e Anna Blender, e a faculdade de economia da Universidade da Pensilvânia (Wharton School), com liderança do professor David J. Reibstein.

Conforme o ranking snterior, os formuladores do estudo explicam que, “por trás da riqueza e do êxito de um país, estão políticas que criam oportunidades, pessoas que se esforçam e uma história que molda o ambiente e as perspectivas”.

O relatório e os rankings são baseados em como as percepções globais definem os países em termos de uma série de características qualitativas, ou seja, impressões que têm o potencial de impulsionar o comércio, viagens e investimentos, afetando diretamente as economias nacionais.

Nesta edição, foram entrevistados 21 mil pessoas em 80 países avaliados – 20 nações a mais do que o estudo no ano passado – usando como base 65 atributos que foram agrupados em 9 índices: Aventura, Cidadania, Influência Cultural, Empreendedorismo, Patrimônio, Motivação, Facilidade para Negócios, Poder e Qualidade de vida.

Cada país recebe notas de acordo com cada índice, bem como são classificados nos mesmos. Isso quer dizer que os 9 índices são uma espécie de “subranking” que conta ponto para o ranking geral.

A suíça, por exemplo, foi bem avaliada em praticamente todos os nove índices, encabeçando alguns, o que valeu ao  pequeno país na Europa Central liderar o ranking geral deste ano.

O Japão ganhou duas colocações este ano, pulando de 7º para 5º lugar no ranking geral, com destaque nos índices de Empreendedorismo (2º lugar), Motivação (5º lugar), Influência Cultural (6º lugar) e Poder (7º lugar).

Por outro lado, conforme o ano passado, Japão foi péssimo no índice Aventura, caindo de 36º lugar no ano passado para a 39ª posição este ano, uma posição, no mínimo, curiosa diante da beleza natural diversificada, clima bem definido nas estações do ano e uma população receptiva e extremamente educada.

Já o Brasil surge em 28º no ranking geral, o que representa 8 posições deterioradas em relação ao estudo de 2016, quando figurou na 20ª colocação.

Entenda como funcionam os índices
• Aventura: avalia se o país é amigável, tem clima agradável e belezas cênicas.
• Cidadania: se preocupa com os direitos humanos, se preocupa com o meio ambiente, a igualdade de gênero, é progressivo, respeita a liberdade religiosa, respeita os direitos de propriedade, o poder político é bem distribuído.
• Influência Cultural: culturalmente significativo em termos de entretenimento, moda e prestígio.
• Empreendedorismo: população educada, empreendedora, inovadora, oferece fácil acesso ao capital, força de trabalho qualificada, conhecimento tecnológico, infraestrutura e enquadramento jurídico bem desenvolvidos.
• Patrimônio: culturalmente acessível, tem uma história rica, uma excelente comida e muitas atrações culturais.
• Facilidade para Negócios: pouca burocracia, custos de fabricação em conta, ambiente fiscal favorável, práticas governamentais transparentes.
• Motivação: é diferente, dinâmico, único.
• Poder: perfil de líder, influente econômica e politicamente, fortes alianças internacionais, poderio militar.
• Qualidade de Vida: um bom mercado de trabalho, preços acessíveis, economicamente estável, familiar, igualdade de renda, sistema estável e bem desenvolvido, educação pública e sistema de saúde pública bem desenvolvidos.

Veja os 10 primeiros colocados e seu desempenho por índice (incluindo os dados de Brasil para nível de comparação):

1 Suíça

PIB: US$ 701,0 bilhões
População: 8,3 milhões
PIB per capita: US$ 58.647
Posição no ranking geral em 2016: não há dados

A Suíça, oficialmente chamada de Federação Suíça, é um país pequeno na Europa Central composto por 16 mil quilômetros quadrados de Alpes, lagos e vales esculpidos nas geleiras. É um dos países mais ricos do mundo, e tem sido conhecido há séculos por sua neutralidade.

A Confederação Suíça foi inicialmente fundada em 1291 como uma aliança defensiva entre os cantões. Em 1499, a Confederação tornou-se independente do Sacro Império Romano. Em 1848, uma nova constituição transformou a Confederação em um governo federal centralizado, terminando um período de conflito. Desde então, o país tem uma relativa tranquilidade.

2 Canadá

PIB: US$ 1,8 trilhão
População: 35,9 milhões
PIB per capita: US$ 45.602
Posição no ranking geral de 2016: 2º lugar

O Canadá ocupa cerca de dois quintos do continente norte-americano, tornando-se o segundo maior país do mundo depois da Rússia. O país está escassamente povoado, com a maioria dos seus 35,5 milhões de residentes a menos de 125 milhas da fronteira dos EUA. A expansão da região selvagem do Canadá para o norte desempenha um papel importante na identidade canadense, assim como a reputação do país de acolher imigrantes.

Embora os noruegueses se instalaram brevemente no Canadá durante o século 10, a exploração européia acelerou nos anos 1500. A França  e a Grã-Bretanha inclinaram-se para o controle sobre a região, com os britânicos sacramentando seu domínio em 1763. O país era uma coleção de colônias britânicas até que se tornou um domínio autônomo em 1867.

3 Reino Unido

PIB: US$ 3,0 trilhões
População: 65,1 milhões
PIB per capita: US$ 41.499
Posição no ranking geral de 2016: 3º lugar

O Reino Unido é uma nação altamente desenvolvida que exerce uma influência econômica, política, científica e cultural internacional considerável. Localizado fora do canto noroeste da Europa, o país inclui a ilha da Grã-Bretanha – que aglomera a Inglaterra, a Escócia e o País de Gales – e a parte norte da ilha da Irlanda.

O ano de 2017 deu início à ansiedade sobre o papel do país no cenário mundial, devido à votação pública no verão de 2016 para deixar a União Européia. O voto levanta questões sobre a União Europeia, bem como as políticas de apoio à zona do euro.

4 Alemanha

PIB: US$ 3,9 trilhões
População: 81,4 milhões
PIB per capita: US$ 46.974
Posição no ranking geral de 2016: 1º lugar

A Alemanha, a nação mais populosa da União Europeia, possui uma das maiores economias do mundo e viu seu papel na comunidade internacional crescer de forma constante desde a reunificação. O país da Europa Central faz fronteira com nove nações, e sua paisagem varia, das planícies do norte que atingem os mares do Norte e do Báltico até os Alpes da Baviera no sul.

5 Japão

PIB: US$ 4,6 trilhões
População: 127 milhões
PIB per capita: US$ 38.142
Posição no ranking geral de 2016: 7º lugar

Localizado no Leste Asiático e formado por quatro ilhas principais, o Japão é uma das nações mais alfabetizadas e tecnologicamente avançadas do mundo.

Enquanto a maior parte do território japonês é coberta por montanhas e áreas fortemente arborizadas, cerca de 126 milhões da população do país lideram um estilo de vida claramente urbano. Culturalmente influenciado pelos seus vizinhos – China e Coreia – hoje o país “mistura”, muito bem,  suas antigas tradições com os aspectos da vida ocidental.

6 Suécia

PIB: US$ 71,1 bilhões
População: 9,8 milhões
PIB per capita: US$ 48.199
Posição no ranking geral de 2016: 5º lugar

O Reino da Suécia, flanqueado pela Noruega ao oeste e o Mar Báltico a leste, se expande em grande parte da Península Escandinava e é um dos maiores países da União Européia por massa terrestre. A capital de Estocolmo foi reivindicada no século 16, e as disputas fronteiriças na Idade Média estabeleceram a nação moderna.

7 Estados Unidos

PIB: US$ 17,4 trilhões
População: 321,4 milhões
PIB per capita: US$ 56.084
Posição no ranking geral de 2016: 4º lugar

Os Estados Unidos da América são uma nação norte-americana que é o poder econômico e militar mais dominante do mundo. Da mesma forma, sua marca cultural abrange o mundo, liderada em grande parte pela cultura popular expressada em música, filmes e televisão. Em 2016, o país elegeu o presidente Donald Trump, cuja retórica de campanha gerou polêmica e dúvidas em todo o mundo, inclusive dos aliados mais próximos do país, sobre o curso futuro da nação no cenário global.

8 Austrália

PIB: US$ 1,5 trilhão
População: 23,8 milhões
PIB per capita: US$ 47.644
Posição no ranking geral de 2016: 6º lugar

Austrália, oficialmente Comunidade da Austrália, é um país do hemisfério sul, localizado na Oceania, que compreende a menor área continental do mundo, a ilha da Tasmânia e várias ilhas adjacentes nos oceanos Índico e Pacífico. Indígenas ocuparam a terra por pelo menos 40 mil anos antes dos primeiros assentamentos britânicos no século XVIII.

A economia australiana é muito diversificada, atuando em vários setores: a indústria desenvolve atividades ligadas ao setor primário, como a produção de alimentos, vinhos, tabaco, exploração mineral e também as atividades que exigem maior tecnologia como a indústria de máquinas e equipamentos. O país é a 13ª maior erconomia do mundo por Produto Interno Bruto (PIB) nominal.

9 França

PIB: US$ 2,8 trilhões
População: 66,8 milhões
PIB per capita: US$ 41.476
Posição no ranking geral de 2016: 8º lugar

É difícil exagerar a influência que a  França tem no mundo, tanto no passado como hoje. Localizada na Europa Ocidental, a França é um dos países mais antigos do mundo e seu alcance se estende ao redor do globo através da ciência, da política, da economia e, talvez, sobretudo da cultura.

Começando na Idade Média, a França evoluiu através do reino, do império e, finalmente, de uma república. Foi uma das primeiras nações a defender os direitos do indivíduo. A França hoje é uma democracia com uma separação de poder entre os poderes executivo, legislativo e judicial.

10 Noruega

PIB: US$ 499,8 bilhões
População: 5,2 milhões
PIB per capita: US$ 68.592
Posição no ranking geral de 2016: não há dados

O Reino da Noruega é o país mais ocidental da península escandinava. Ele é composto, sobretudo, de terrenos montanhosos. Quase toda a sua população vive no sul, em torno da capital, Oslo. O litoral da Noruega é composto por milhares de quilômetros de fiordes, baías e costas da ilha.

Os noruegueses desenvolveram uma cultura marítima e foram ativos durante toda a era viking, estabelecendo assentamentos na Islândia e na Groenlândia. Durante muitos anos, o destino da Noruega foi vinculado à Dinamarca e à Suécia . Em 1905, a Noruega ganhou independência da Suécia através de um referendo. O país era neutro durante as duas guerras mundiais, mas foi ocupado pela Alemanha nazista por cinco anos.

28 Brasil

PIB: US$ 2,3 trilhões
População: 207,8 milhões
PIB per capita: US$ 15.646
Posição no ranking geral de 2016: 20º lugar

Ocupando metade da massa terrestre da América do Sul, o Brasil é o gigante do continente – tanto em tamanho como em população. A história do Brasil é repleta de turbulência econômica, passando rapidamente de um forte crescimento a recessão econômica, e sua cultura é um caldeirão que tradicionalmente recebeu o mundo.

O Brasil é um dos principais destinos turísticos do mundo. No entanto, o país no século 21 confronta questões sérias sobre a pobreza, a desigualdade, a corrupção na governança e o meio ambiente, sobretudo o desmatamento desenfreado da floresta amazônica, o maior ecossistema do planeta.

Do Mundo-Nipo
* O estudo pode ser conferido em sua íntegra no site oficial do  Overall Best Countries Ranking 2017.

Total
30
Shares
Previous Article
Banco do Japao Foto Yuya Shino

Exportações fortes seguem impulsionando a economia japonesa

Next Article
Nabuhiro Watsuki em festival de anime Barcelona 2011 Foto Asahi 900x550 02 min

Criador de 'Samurai X' é preso no Japão por posse de pornografia infantil

Related Posts