Notícias

Bolsa de Tóquio sobe mais de 1% após decisão do BCE

O índice Nikkei atingiu seu melhor resultado em quase um mês.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta nesta sexta-feira (23), com o índice Nikkei atingindo seu melhor resultado em quase um mês, após o Banco Central Europeu (BCE) anunciar novas medidas de flexibilização monetária em larga escala para fortalecer a economia da zona do euro e combater a deflação na região.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, avançou 182,73 pontos, alta de 1,05% ante o fechamento anterior, encerrando aos 17.511,75 pontos, o maior valor de fechamento desde o dia 29 de dezembro. Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, subiu 13,79 pontos, alta de 0,99% em relação à quinta-feira, terminando as negociações aos 1.403,22 pontos.

Com o resultado, o índice Nikkei encerrou a semana com alta acumulada de 3,8%, depois de três semanas seguidas de queda. Agora, no acumulado do ano, o mercado acionário japonês encontra-se no terreno positivo, com valorização de 0,3%.

O volume das transações na sessão principal aumentou para 2.084,34 milhões de ações negociadas. Na sessão anterior, o volume das transações somou 1.971,08 milhão de ações.

O BCE divulgou na quinta-feira que vai injetar 1,1 trilhão de euros até o ano que vem, como parte de um programa de compra de títulos do governo em combinação com outras compras de ativos, aliviando 60 bilhões de euros por mês.

As medidas têm como meta “sustentar e encorajar de forma definitiva as expectativas de inflação de médio a longo prazo na zona do euro”, disse o presidente do BCE, Mario Draghi, durante a conferência de imprensa.

Draghi explicou que as medidas serão executadas a partir de março de 2015 até pelo menos setembro de 2016, “com eventuais prorrogações”, se considerado necessário para o cumprimento da meta de inflação de quase 2%.

Os mercados de ações subiram após o anúncio. Na véspera, o índice acionário norte-americano Dow Jones avançou 1,5% e o alemão DAX fechou em nível recorde, de 10.435,62 pontos (+1,32%).

“O BCE não exclui a compra da dívida grega, assumindo que eles honrem as suas responsabilidades de reforma fiscal, que também foi bom para os mercados”, disse Ayako Terada, analista da Nomura Securities.

Logo após o anúncio do BCE, o euro caiu acentuadamente perante várias moedas. Enquanto isso, o iene enfraqueceu ante o dólar, ajudando a empurrar as ações orientadas para a exportação, como de montadoras e empresas de eletrônicos.

A Toyota Motor subiu 1,3% e a Fuji Heavy Industries avançou 2,7%. A Sony alavancou 4,8%, enquanto a Yaskawa Electric disparou 5,7% depois de reportar lucros sólidos para os nove meses até meados de dezembro e elevar sua previsão de dividendos.

Por outro lado, a transportadora Yamato Holdings declinou 3,4%, depois de anunciar que vai descontinuar o seu serviço de correio a partir de abril em meio a preocupações de que os usuários do serviço possam violar as leis postais do Japão.

== Kyodo

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta