Notícias

Gastos de turistas no Japão atingem nível recorde em março

Turistas apreciam floracao das cerejeiras na ala leste do Palacio Imperial em Toquio Foto Japan Guide min
Apreciação das cerejeiras próximas ao Palácio Imperial | Foto: Japan Guide

Março é o mês que começa a florada das cerejeiras, o que atrai turistas do mundo todo ao Japão.

Atualizado em 25/04/2018


O mês de março é geralmente proveitoso para o comércio varejista no Japão, isso porque o terceiro mês do ano é o período em que começa a esperada florada das cerejeiras, o que atrai um grande número de turistas estrangeiros. Neste ano, porém, os gastos de visitantes do exterior em lojas de departamento por todo o Japão chegaram a um volume sem precedentes no mês de março.

A Associação de Lojas de Departamentos do Japão informou que compras de produtos duty-free ultrapassaram a cifra de 269 milhões de dólares no mês passado. Artigos especialmente populares foram cosméticos e bolsas de grife.

Representantes da associação afirmam que um número bem maior do que o esperado de clientes estrangeiros visitou as lojas durante a floração das cerejeiras em março.

Eles dizem que tentarão incentivar o consumo dos visitantes ao país na esteira dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020 em Tóquio, a fim de reverter a tendência geral de retração no consumo interno.

Gastos de turistas estrangeiros no Brasil
Os visitantes internacionais injetaram na economia brasileira US$ 1,9 bilhão no primeiro trimestre de 2018. Se comparado ao resultado do ano passado, quando a receita cambial do turismo alcançou a marca de US$ 1,84 bilhão, houve um crescimento de 4,7% no acumulado de janeiro a março, período de pico para o turismo brasileiro em vista do verão e Carnaval.

Os dados do Banco Central divulgados nesta quarta-feira (25) mostram que o brasileiro também gastou menos lá fora em março, embora em menor proporção. A despesa cambial do turismo caiu de US$ 1,53 bilhão para US$ 1,52 bilhão. No acumulado do trimestre, no entanto, o crescimento foi de 10,2% na comparação com o ano passado.

As informações sobre a receita e despesa cambial turística consideram o uso de cartões de crédito e trocas oficiais de moeda.

Do Mundo-Nipo
Fonte: NHK News | Ministério do Turismo do Brasil.