Notícias

Terremoto de magnitude 4,2 abala várias províncias no centro do Japão

Apesar de grau moderado, o tremor em Aichi sacudiu as províncias de Yamanashi, Nagano, Gifu, Shizuoka, Fukui, Mie e Shiga.

Um terremoto de magnitude 4,2 graus na escala Richter atingiu nesta segunda-feira (25) a província de Aichi, na  região de Tokai, no sul de Chubu (centro do Japão), o que abalou outras províncias na região, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês), acrescentando que não houve risco de tsunami.

De acordo com a JMA, o terremoto ocorreu às 10h00 locais de segunda-feira (22h de domingo pelo horário de Brasília), com epicentro registrado no leste da província de Aichi, a uma profundidade de 40 quilômetros.

O abalo foi sentindo em uma ampla área de Aichi, atingindo intensidade de 2 graus na escala japonesa, que vai até 7 – o grau de magnitude equivale à intensidade do terremoto no epicentro. Já a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

Apesar de registrar grau moderado, o tremor abalou ainda as províncias de Yamanashi e Nagano, na região de Koshin-etsu, as províncias de Gifu e Shizuoka, na região de Tokai, a província de Fukui, na região de Hokuriku, e as províncias de Mie e Shiga, na região de Kinki.

Até o momento, autoridades locais não reportaram vítimas ou danos em construções causados pelo tremor. A JMA, no entanto, alerta para a possibilidade de réplicas (tremores secundários) na região.

Este terremoto ocorre em meio a centenas de terremotos que têm abalado o sul do país nos últimos onze dias, desencadeados por dois fortes sismos que atingiram a província de Kumamoto nos dias 14 e 15 deste mês, o que provocou desmoronamentos de várias construções e matou 48 pessoas, até o momento, além de ferir mais de mil e deixar um número superior a 125 mil desabrigados, segundo dados reportados pelas autoridades locais e noticiados pela imprensa japonesa.

O Japão faz parte do chamado ‘Anel de Fogo do Pacífico’, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos diariamente. Mediante a isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

*Para saber mais detalhes, como áreas atingidas e suas respectivas intensidades do tremor, visite a página com os dados do terremoto no site oficial da JMA.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta