Notícias

Sobe para 19 o número de mortos em ataque a centro de deficientes no Japão

(Foto: Reprodução/TV Asahi)

Os pacientes foram atacados e mortos enquanto dormiam. Um total de 25 ficou ferido, sendo 20 deles em estado grave.

Subiu para 19 o número de pessoas que foram mortas por um homem que invadiu uma clínica de deficiente nesta terça-feira (26), na cidade de Sagamihara, no leste do Japão, informou o Departamento dos Bombeiros local, acrescentando que o número de feridos situou-se em 25, o que anteriormente foi dado como 45.

“Os médicos confirmaram a morte de 19 pessoas”, disse um porta-voz dos Bombeiros, revendo um boletim da polícia. O mesmo funcionário informou que dos 25 feridos, 20 estavam em estado grave.

Um homem jovem se entregou à polícia por volta das 3h local de terça-feira (15h de segunda em Brasília), afirmando ser o autor do ataque, disse o porta-voz policial da prefeitura de Kanagawa.

Segundo a agência de notícias ‘Kyodo’, o agressor seria um ex-funcionário do centro de saúde de 26 anos chamado Satoshi Uematsu.

Ao se entregar a polícia, Uematsu teria dito que “todos os deficientes deveriam desaparecer”.

A polícia, que recebeu um chamado alertando para o ataque contra o centro, informou que há uma investigação em andamento “para determinar os detalhes” do incidente ocorrido em Sagamihara, cidade de 700 mil habitantes.

Segundo a emissora pública ‘NHK’, o agressor é um jovem estudante de magistério que havia trabalhado no centro há cerca de dois anos.

Uematsu conseguiu quebrar as janelas com um martelo para ter acesso ao centro, onde havia 160 internos. Ainda de acordo com a ‘NHK’, praticamente todos os pacientes que foram atacados morreram enquanto dormiam.

Ele carregava um grande número de armas brancas afiadas em sua mochila, e muitas delas estavam manchadas de sangue, segundo a ‘NHk’.

O estabelecimento, conhecido como Tsukui Yamayuri-en, é integrado por dois prédios principais, além de um ginásio e uma piscina, e abriga pacientes com entre 17 e 75 anos.

Localizado no montanhoso vale do Monte Takao, nas margens do Rio Sagami, o centro Tsukui Yamayuri-En ocupa uma área próxima a três hectares e localiza-se a 45 quilômetros de Tóquio. Ele foi criado pelo governo local para atender pessoas com uma variada gama de deficiências e abriga pacientes com entre 17 e 75 anos. Segundo ‘ Kyodo’, o centro conta com um complexo de piscina, academias e clínicas médicas, e 40 dos 150 pacientes estão acima dos 60 anos.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta