Notícias

Produção industrial do Japão tem primeira queda em 3 meses

A produção japonesa despencou mais de 2% em maio na comparação com abril.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A produção industrial do Japão recuou fortemente em maio após registrar duas altas consecutivas do indicador, de acordo com dados divulgados pelo governo do país nesta quinta-feira (30).

Segundo o relatório preliminar do Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI), a produção japonesa caiu 2,3% em maio na comparação com abril, mês em que o país viu leve avanço de 0,5% após registrar forte alta de 3,6% em março (dados revisados). Em fevereiro, houve um tombo de 5,2%.

O resultado veio pior que o esperado pelo mercado, que estimava uma leitura estável do importante indicador no quinto mês do ano.

Contudo, a queda ocorreu mesmo com o aumento gradual na atividade manufatureira da região de Kumamoto – um polo industrial de semicondutores – após os terremotos em meados de abril.

A produção da indústria automobilística tem sido atingida por uma queda na demanda de carros de pequenos porte. Enquanto as exportações de automóveis, semicondutores, celulares e maquinário de construção continuaram lenta, em reflexo do ritmo vagaroso do crescimento na China e nos EUA.

Resultados de uma pesquisa conduzida pelo Ministério mostram que os fabricantes japoneses esperam que a produção industrial cresça 1,7% em junho e 1,3% em julho.

A produção industrial, que mede o ritmo das fábricas japonesas, é considerada fundamental para antecipar o desempenho da economia do país, que é altamente dependente do setor manufatureiro.

Fontes: Jornal Financeiro Nikkei | Jornal Estadão.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta