Notícias

Hiroshima realiza congresso sobre armas nucleares

Parque Memorial da Paz em Hiroshima | Foto: Creative Commons

O evento contou com o cineasta Nobuhiko Obayashi, cujo mais recente trabalho tem como tema o bombardeio atômico de Hiroshima em 1945.

A cidade de Hiroshima, no centro do Japão, organizou um congresso para discutir a abolição das armas nucleares e os esforços pela paz mundial, informou a emissora pública NHK.

O evento aconteceu no sábado (27), no Centro Internacional de Conferências no Parque Memorial da Paz de Hiroshima, no qual reuniu mais de 500 pessoas, entre elas representantes da Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares, uma campanha global promovida por várias organizações não governamentais de várias partes do planeta.

Entre os palestrantes estava o diretor de cinema Nobuhiko Obayashi, cujo mais recente trabalho tem como tema a guerra e o bombardeio atômico de Hiroshima em 1945.

Foto: Arquivo / NHK

O diretor japonês, de 81 anos, vivia próximo de Hiroshima na época da Segunda Guerra Mundial. Ele expressou o desejo de compartilhar sua experiência da guerra para as futuras gerações através de seus filmes e assim ajudar a alcançar a paz global.

Ataque com bombas atômicas

No dia 6 de agosto de 1945, às 8h15 locais, o bombardeiro B-29 americano “Enola Gay” lançou sobre a cidade de Hiroshima a bomba atômica chamada de “Little Boy”.

Bomba atômica em Hiroshima matou cerca de 140.000 pessoas | Foto: Domínio Público

Com uma potência equivalente a 16 quilotoneladas de TNT, a bomba em Hiroshima causou uma deflagração que subiu a temperatura no solo a 4.000 graus. “Little Boy” provocou, no mesmo dia em que foi lançada e nas semanas seguintes, 140.000 mortos.

Três dias depois da destruição de Hiroshima, os Estados Unidos lançaram no japão uma segunda bomba atômica, a “Fat Man”, que atingiu a cidade de Nagasaki, o segundo ataque atômico da história mundial causou a morte de 74.000 pessoas.

As duas bombas atômicas lançadas pelos americanos precipitaram a capitulação do Japão no dia 15 de agosto de 1945 e, de fato, o fim da Segunda Guerra Mundial.

Muitos japoneses consideram a destruição dessas duas cidades como crimes de guerra, uma vez que os alvos foram civis e sua capacidade de devastação sem precedentes.

Enquanto isso, muitos americanos acreditam que estes bombardeios, que precipitaram o fim da guerra entre os Estados Unidos e o Japão, impediu a perda de mais vidas.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: NHK News | France-Presse.