Notícias

Vendas no varejo do Japão sofrem 5ª queda em seis meses

Foto: Arquivo/AJW Images

O frequente declínio nas vendas mostra que os consumidores continuam relutantes em gastar diante da fraqueza da economia local.

As vendas no varejo do Japão recuaram em abril na comparação anual, marcando o segundo mês consecutivo de queda e quinta retração em seis meses, de acordo com dados divulgados pelo governo do país na segunda-feira (30), em sinal de que os consumidores continuam relutantes em gastar em meio à persistente fraqueza da economia local, ampliada ainda pela crise econômica global.

O relatório preliminar do Ministério de Economia, Comércio e Indústria mostra que as vendas recuaram 0,8% em abril ante o mesmo mês do ano passado, depois de cair 1% em março e avançar 0,4% em fevereiro, segundo dados revisados. Aliás, fevereiro foi o mês em que o país viu o índice registrar o primeiro crescimento do índice depois de três meses consecutivos de quedas.

Segundo o ministério, o declínio nas vendas tem sido puxado, principalmente, pela queda nos preços do petróleo. Abril, no entanto, também foi prejudicado pela baixa demanda no setor de eletrônicos.

Por sua vez, as vendas de alimentos e bebidas aumentaram pelo 13º mês consecutivo, enquanto as vendas de vestuário apresentaram a quinta alta seguida.

Já as vendas nas grandes lojas de departamento sofreram a segunda queda seguida, registrando declínio de 0,7% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em março, o índice apresentou declínio de 1,2%, após alta de 2,2% em fevereiro.

Diante da crescente fraqueza no consumo privado, puxada pelos salários defasados, o ministério deixou sua avaliação das vendas inalterada pelo quarto mês consecutivo, dizendo que “elas continuam em um ritmo fraco”.

Fonte: Jornal financeiro Nikkei.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta