Natureza

Mais de 150 golfinhos são encontrados encalhados em praia no leste do Japão

Moradores locais e Guarda Costeira tentaram, desesperadamente, prestar auxílio aos cetáceos que ainda estavam vivos.

Do Mundo-Nipo

Cerca de 160 golfinhos da espécie cabeça-de-melão foram encontrados encalhados nesta sexta-feira (10) em uma praia na província de Ibaraki, no leste do Japão, de acordo com informações de vários veículos de comunicação da mídia japonesa e internacional.

Segundo noticiou a emissora pública ‘NHK’, os cetáceos foram encontrados em uma praia na localidade de Hokota, no município de Ibaraki, a cem quilômetros ao nordeste de Tóquio, onde moradores locais e Guarda Costeira tentaram, desesperadamente, prestar auxílio aos cetáceos, que ainda estavam vivos, mas a maioria apresentava ferimentos profundos por debaterem-se na areia.

Na tentativa de evitar que a pele dos golfinhos secasse, moradores, incluindo crianças, jogavam água nos animais enquanto integrantes das equipes de resgate usavam coberturas de plástico para devolvê-los ao mar, mas a corrente jogavam os animais de volta para a praia.

Três golfinhos aparentemente saudáveis ​​foram transportados a bordo de um navio da Guarda Costeira a cerca de 10 quilômetros da praia e foram liberados no oceano. Apesar da grande mobilização, vários golfinhos morreram. Os animais mortos foram enterrados pelos moradores.

A operação de resgate encerrou às 17h locais (5h da manhã, no horário de Brasília) e será retomada na manhã de sábado, conforme noticiou a ‘NHK’.

Possível causa do fenômeno
“Os ultrassons emitidos pelos golfinhos para orientação podem ter sido absorvidos pelos bancos de areia, o que teria provocado a desorientação”, afirmou Tadasu Yamadao, pesquisador do Museu Nacional da Natureza e Ciência, ao jornal ‘Yamiuri’.

“Normalmente, um ou dois cetáceos ficam encalhados a cada ano, mas esta é, talvez, a primeira vez que encontramos mais de 100 na praia”, afirmou um funcionário da Guarda Costeira à agência francesa de notícias ‘AFP’ (Agence France-Presse).

De acordo com o jornal ‘O Globo’, o golfinho da espécie cabeça-de-melão é relativamente comum no Japão, onde os pescadores capturam a cada ano centenas de cetáceos, uma prática condenada pelos organismos de defesa dos direitos dos animais.

*Veja o vídeo com a cobertura da matéria pela NHK World News (em inglês).

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
%d blogueiros gostam disto: