Notícias

Empresa no Japão dá moeda virtual aos funcionários que evitam hora extra

Foto: SXCPhotos

A intenção é fazer os funcionários elevar a produtividade no horário normal de trabalho.

Uma corretora em Tóquio está usando moedas virtuais para incentivar funcionários a evitar horas extras. A inédita iniciativa tem como meta elevar a produtividade dos trabalhadores durante o expediente normal, bem como priorizar a saúde dos mesmos, informou nesta segunda-feira (24) a emissora pública ‘NHK’.

A empresa em questão é a Kabu.com Securities, que criou a moeda “OOIRI”, sigla que significa “bom negócio”. Segundo a empresa, o dinheiro virtual utiliza a tecnologia Bitcoin.

O presidente da Kabu, Masakatsu Saito, explicou a ‘NHK’ que o funcionário recebe dez “OOIRIs” quando volta para casa sem fazer horas extras. Além disso, o trabalhador que andar o equivalente a 10 mil passos durante um dia será recompensado com cem moedas.

Ele afirmou que o sistema de recompensa vai mudar a forma como as pessoas trabalham e ajudá-las a encerrar o expediente no horário normal, o que contribuirá para o crescimento da produtividade da empresa como para a saúde de seus funcionários.

Saito disse ainda que sua companhia, como uma instituição financeira, pode administrar qualquer problema que surja com o dinheiro virtual. Segundo ele, o “OOIRI” poderá ser usado em restaurantes locais que participarem do programa.

“A intenção é fazer com que funcionários se divirtam com a recompensa enquanto elevam a sua produtividade”, acrescentou.

Comentários