Política

Japão aumentará seu orçamento em Defesa entre tensões com a China

O novo Governo japonês aumentará seu orçamento em Defesa para o ano fiscal de 2013.

Da agência EFE

Tóquio, 6 jan (EFE).- O novo Governo japonês aumentará seu orçamento em Defesa para o ano fiscal de 2013, no que representará o primeiro aumento em 11 anos, entre as crescentes tensões com a China por causa de uma disputa territorial, informaram fontes ligadas ao assunto à agência “Kyodo”.

Essas mesmas fontes indicaram que o Governo do Partido Liberal-Democrata (PLD), legenda que arrasou nas últimas gerais do dia 16 de dezembro, tenta que o montante para o próximo ano fiscal, que no Japão começa em 1º de abril, fique em torno dos 4,77 trilhões de ienes (41,406 bilhões de euros).

Esse número foi o que o PLD destinou para Defesa no ano de 2009, no transcurso do qual perdeu as legislativas e passou para a oposição.

O orçamento inicialmente estimado pelo Partido Democrático (PD), surrado nas gerais de dezembro do ano passado, para o curso de 2013 era de 4,71 trilhões de ienes (40,885 milhões de euros).

O maior orçamento inicial que o Japão destinou para a Defesa foi de 4,96 trilhões de ienes (43,055 bilhões de euros) em 2002, ano a partir do qual as verbas encolheram gradualmente.

O Governo do primeiro-ministro Shinzo Abe pensa em aumentar o número de soldados das Forças de Autodefesa (Exército) e melhorar seu equipamento, em um momento em que a China intensificou suas atividades marítimas e aéreas em torno das ilhas Senkaku/Diaoyu, cuja soberania Tóquio disputa com Pequim.

Apesar de suas verbas terem caído desde 2002 e de que a constituição não reconhece “o direito de beligerâncias do Estado”, a despesa militar do Japão em 2011 foi o sexto maior do mundo, segundo dados do Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo. EFE

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários

Deixe de comentário

*