Política

Lançamento de mísseis da Coreia do Norte gera protestos e críticas do Japão

Japão presentou um protesto oficial à Coreia do Norte, enquanto o ministro Itsunori Onodera fez sérias críticas aos lançamentos.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

O Ministério das Relações Exteriores do Japão informou que apresentou nesta quarta-feira (9) um protesto oficial à embaixada da Coreia do Norte em Pequim pelos lançamentos de projéteis balísticos no Mar do Japão. Por sua vez, o ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, que está nos Estados Unidos, criticou o lançamento de mísseis e considerou que o mesmo “não traz benefícios para os interesses da Coreia do Norte”.

O regime norte-coreano lançou na madrugada desta quarta-feira dois mísseis de curto alcance no Mar do Japão, que voaram por cerca de 500 quilômetros antes de cair em águas internacionais.

Os projéteis foram disparados por volta das 4h e 4h20 locais (16h e 16h20 de Brasília da terça-feira), mas não alertou as autoridades internacionais de aviação civil, nem os navios que trabalhavam nessas águas, antes do teste. Trata-se da quarta ação deste tipo que Pyongyang realiza em menos de duas semanas.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, que está em uma viagem oficial a três nações na Oceania (Nova Zelândia, Austrália e Papua Nova Guiné), instruiu seu gabinete a coordenar trabalhos de inteligência com os Estados Unidos e a Coreia do Sul para analisar de perto as intenções do regime de Kim Jong-un. Abe pediu ainda que todas as informações relevantes sejam fornecidas em tempo hábil ao público.

Os lançamentos aconteceram horas antes de o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, se reunir em Pequim com autoridades chinesas em um encontro que deve tratar sobre o programa nuclear e de mísseis do regime norte-coreano.

Após meses de relativa calma na península coreana, Pyongyang disparou vários projéteis de curto alcance no Mar do Japão desde o último dia 26. O lançamento de hoje é o 13º em 2014 e o quinto com mísseis de curto alcance, o segundo deste tipo em apenas uma semana.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários