Serviços Variedades

Japão expõe pela 1ª vez as lendárias ‘katanas malditas’ de Muramasa

As "katanas malditas" de Muramasa estão em exibição no Museu Kuwana (Foto: Distribuição/Museu Kuwana)

A posse das “lâminas malditas” forjadas pelo lendário ferreiro Muramasa foi proibida durante o Shogunato Tokugawa.

Atualizado em 22/02/2017


A katana (pronuncia-se kataná, espada japonesa), é impressionantemente bonita, transmitindo um conjunto de tradições culturais profundas e valores estéticos. No entanto, algumas “katanas” diferem não só pela obra de arte visual, mas sim pelo poder e afiação de sua lâmina, forjadas especialmente para batalha, ou seja, matar, porque isso é precisamente o que elas são projetadas para ser.

Símbolos de prestígio e poder, muitas das katanas mais preciosas do Japão foram feitas especificamente para servir como herança de família ou como objetos cerimoniais mantidos em santuários xintoístas.

No entanto, esse conceito não pode ser aplicado sobre as espadas forjadas por Muramasa Sengo, o mais famoso dos ferreiros de espada no Japão e que viveu durante o século 16.

Enquanto a maioria dos colegas forjadores de sua época fazia de tudo para tornar suas espadas o melhor possível, focando-se tanto na afiação como no visual da espada, Muramasa passava seus dias martelando metal em sua oficina com o único propósito de produzir katanas para serem “perfeitas na arte de matar”.

Há registros de que as lâminas de Muramasa estiveram nas mãos de generais famosos e Daimyos por volta de 1535. No entanto, as denominadas “Katanas Muramasa” caíram em desgraça após o império japonês dar lugar ao governo Tokugawa Ieyasu, que estabeleceu o Shogunato Tokugawa, em 1603.

Diz-se que Tokugawa perdeu muitos amigos e parentes, incluindo filho, pai e avô, mortos pelas espadas forjadas por Muramasa, inclusive, ele próprio foi ferido por uma delas em batalha.

Em consequência, o Shogun Tokugawa proibiu os samurais de empunhar as lâminas de Muramasa. Isso contribuiu ainda mais para a lenda Muramasa e levou a muitas peças de teatro e dramas na literatura japonesa.

Devido ao estigma, todas as espadas forjadas por Muramasa ganharam a alcunha de “Katana Maldita”. Na época, muitas delas tiveram sua assinatura alterada ou removida, em vista de que a posse de uma arma forjada pelo lendário ferreiro resultaria em prisão e/ou morte, de acordo com a lei imposta pelo Shogun.

Na época, todos temiam o poder dessas lâminas e lendas foram lançadas sobre elas, afirmando que “as espadas de Muramasa eram amaldiçoadas e encheria seus proprietários com sede incessante de sangue”.

Katana de Muramasa (Foto: Kyodo/Museu Nacional de Tóquio)

Katana de Muramasa (Foto: Kyodo/Museu Nacional de Tóquio)

Mediante isso, as “Katanas Muramasa” tornaram-se extremamente raras, enquanto as poucas que sobraram passaram a ser valorizadas somente após a derrocada do Shogunato.

A boa notícia é que um significativo número dessas lâminas foi preservado e uma incrível coleção das “Katanas Muramasa” está agora em exposição como parte de uma mostra especial realizada pelo Museu Kuwana, na província de Mie.

Apesar de a lenda afirmar que as espadas de Muramasa amaldiçoam qualquer um que tocá-las, ou até mesmo aqueles que apenas as vislumbrem, o visitante estará seguro na primeira mostra das lendárias ‘katanas malditas’ de Muramasa.

“Felizmente, o vidro de proteção das vitrines do museu são eficazes em manter tais forças obscuras longe dos visitantes”, diz o site japonês ‘Rocket News’.

Brincadeiras a parte, o museu montou um sistema especial para proteger as preciosas espadas do calor, poeira e umidade enquanto elas estiverem expostas ao público.

“Todos os itens Muramasa estão protegidos por vidros blindados”, diz um curador do museu. “Os vidros impedem a entrada de oxigênio, bem como qualquer tipo de bactéria prejudicial às lâminas”, acrescenta ele, de acordo com a agência de notícias ‘Kyodo’.

Mais de 20 “lâminas Muramasa” estão em exibição que, segundo o museu, foram reunidas por intermédio de empréstimo junto a outros museus e de colecionadores particulares em todo o Japão. Além dessas raras espadas, a mostra conta ainda com outras armas produzidas pelos aprendizes do lendário ferreiro.

SERVIÇO
Local: Museu Kuwana
Endereço: Mie-ken, Kuwana-shi, Kyomachi 37-1 – 511-0039
Horários: das 9h30 às 17h / fechado às segundas-feiras, mas aberto nos feriados que caem na segunda-feira.
Entrada: 500 ienes (US$ 4,85) / estudantes e crianças não pagam
Data: a mostra vai até o dia 16 de outubro de 2016
Mais informações: Museu Kuwana (em japonês)

Do Mundo-Nipo

Comentários