Culinária

Receita de Iwashi hambagu: hambúrguer de sardinha

©NHK

Na culinária japonesa, os peixes são destaque e amplamente preparados de várias formas. Uma delas é o hambúrguer de sardinha.

Os peixes são consumidos de diferentes formas no Japão desde tempos antigos. Nos dias atuais, eles continuam sendo um importante item da culinária japonesa, na qual podem ser encontrados formas de preparos tanto tradicionais como contemporâneo, tal como é o caso do hambúrguer de sardinha, um peixe que existe em todos os mares do planeta.

Veja, abaixo, uma receita de Iwashi hambagu, literalmente hambúrguer de sardinha. No final da receita encontrará dicas e informações sobre as “várias maneiras de preparar peixe no Japão”.

Ingredientes (para 4 porções)
  • 600 g de sardinhas frescas (após limpas e desossadas deverão render 300 g de carne)
  • 100 g de cebola
  • 4 colheres de sopa de farinha de rosca
  • 1/2 colher de chá de sal
  • Pimenta do reino a gosto
  • Pequena quantidade de óleo vegetal
Modo de preparo

1. Pique a cebola e refogue-a em um pouco de óleo vegetal até que ela fique macia e transparente. Misture a farinha de rosca com 4 colheres de sopa de água;

2. Remova as escamas e as cabeças das sardinhas. Abras-as ao longo pela barriga e retire as vísceras. Lave bem os peixes por dentro e por fora, e retire a umidade;

3. Pela abertura da barriga, enfie seus dedos polegares até tocar na espinha dorsal da sardinha. Com as pontas dos dedos, aperte entre a carne e a espinha. Então, deslize os polegares para fora abrindo o peixe. Use uma das mãos para pegar firmemente a espinha, perto de onde estava a cabeça. Depois, com os dedos polegar e indicador da outra mão, levante a espinha e retire-a da carne, puxando-a em direção da cauda;

4. Remova a parte onde a espinha se funde com a cauda e corte a sardinha pelo meio formando dois filetes. Retire as barbatanas dorsais;

5. Depois da limpeza, corte os filetes ao longo em tiras de cerca de 5 mm de largura. Começando a partir de uma extremidade, corte em pedaços menores de aproximadamente 5 mm de tamanho. Pique ainda mais a carne até que ela fique bem moída e aderente;

6. Coloque a sardinha moída em uma tigela, acrescente sal e pimenta e misture com as mãos. Em seguida, adicione a cebola e a farinha de rosca, misturando bem todos os ingredientes com as mãos. Divida a mistura em quatro porções. Faça hambúrgueres com cerca de 1 cm de espessura;

Modelando o hambúrguer de sardinha antes da fritura | Foto: NHK

7. Aqueça um pouco de óleo vegetal em uma frigideira. Adicione os hambúrgueres e frite-os em fogo baixo. Quando a parte de baixo do bolinho ganhar um tom marrom, vire-o. Em seguida, tampe a frigideira e deixe fritar por cerca de 3 minutos até ficarem prontos;

8. Sirva o hambúrguer de sardinha como prato principal, acompanhado de arroz, ou da forma popular, com pão de hambúrguer. Vale também servir com ketchup ou shoyu.

Dicas e informações

No Japão, os peixes são preparados de várias maneiras. Eles podem ser triturados e transformados em bolinhos que são cozidos em caldos. Também são cortados em filetes e grelhados, fritos ou cozidos no vapor. Após cozidos no vapor, podem ser mergulhados em molho e, então, assados. Também costuma-se fritá-los passando-os na farinha ou à milanesa.

Por deteriorar-se facilmente, os japoneses recorrem a vários meios para preservá-los o mais longo tempo possível, uma prática que remonta ao Japão antigo e que começou com os samurais e/ou guerreiros.

Segundo conta um dos livros de culinária da japonesa Harumi Kurihara, na época de batalhas, foi descoberto que o peixe podia ser conservado em vinagre, sal e, posteriormente, shoyu ou em pasta de missô. Havia ainda a técnica de secar o peixe, o famoso peixe desidratado e que é apreciado até os dias atuais.

Aliás, o peixe seco é comumente usado como especiaria em vários pratos da culinária japonesa.

Restrição de uso
Receita pertence à página Japanese Food do Canal NHK World / Tradução e adaptação do Mundo-Nipo (MN). É permitida a reprodução desde que fornecido o devido crédito ao Mundo-Nipo, com link direcionando para mundo-nipo.com. Para reprodução com fins comerciais, leia a Restrição de uso.

O jornalismo do Mundo-Nipo precisa de você para continuar produzindo notícias, matérias e artigos independentes. Por isso, pedimos a sua colaboração com uma doação de qualquer valor para o site. Você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!