Mais Esportes

Japonesa de 18 anos conquista bronze em seu primeiro Mundial de luta olímpica

Todas as quatro medalhas do Japão foram conquistadas pela equipe feminina, garantindo ao Japão a terceira posição no quadro de medalhas.

Do Mundo-Nipo

O Japão conseguiu mais uma medalha com a estreante em mundiais, Sara Dosho, que venceu a disputa pela medalha de bronze da categoria 67 kg do estilo livre feminino durante o quinto dia de competições do Mundial de luta olímpica, sediado em Budapeste, na Hungria.

 

Sara Dosho (Foto: Aflo Images)

Sara Dosho conquistou medalha de bronze em sua primeira participação em um Mundial (Foto: Aflo Images)

 

Dosho, de apenas 18 anos, venceu seus três primeiros combates da primeira rodada, mas perdeu nas semifinais para a ucraniana Alina Stadnik-Makhynia, que foi a campeã da categoria.

“Eu não fui capaz de vencer o mundial, então não estou satisfeita”, disse Dosho, que bateu Aline Focken, da Alemanha, por queda na disputa do terceiro lugar.

Apesar do desapontamento da jovem, ela fez melhor que os atletas da equipe masculina japonesa, que decepcionou neste mundial, não conseguiu uma única medalha. Todas as quatro medalhas do Japão até agora foram conquistadas pela equipe feminina.

Na quarta-feira (18), dia de estreia da equipe feminina, a jovem Eri Tosaka, de 20 anos, deu ao Japão sua primeira medalha no Mundial. A japonesa conquistou o ouro após vencer a final da categoria 48 kg do estilo livre feminino.

No dia seguinte foi a vez dos dois fenômenos no esporte dar um duplo ouro ao Japão. Saori Yoshida, de 29 anos, conseguiu a proeza de ser a única esportista do planeta a conquistar “onze mundiais” consecutivos de luta olímpica. Na final, Yoshida, que também é tricampeã olímpica, derrotou facilmente a sueca Sofia Mattsson na final da categoria 55 kg do estilo livre feminino.

Mais tarde, a outra lutadora do Japão e também fenômeno no esporte, deu mais um ouro ao país. Kaori Icho derrotou Soronzonbold Battsetseg, da Mongólia, na final da categoria 63 kg do estilo livre feminino para conquistar o seu “oitavo título mundial”.

Com o bronze da jovem Dosho, somado as três medalhas de ouro conquistadas por Tosaka, Yoshida e Icho, o Japão garante a terceira posição no quadro de medalhas, atrás do Irã, em segundo, e da Rússia, líder até o momento com três de ouro, duas de prata e quatro de bronze.

O mundial em Budapeste, que encerra no domingo (22), é o primeiro com as novas regras que segue como parte das reformas que ajudaram o esporte a recuperar seu lugar nos Jogos Olímpicos de 2020 e 2024.

As informações são da agência Kyodo e do jornal The Yomiuri Shimbun.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe um comentário