Notícias

Mais de 20 vulcões no Japão apresentam risco de erupção, diz agência

Foto: Reprodução/Kyodo

A Agência Meteorológica do Japão investigou cerca de 50 vulcões ativos no país, dos quais 21 correm grande risco de erupção.

A Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) alertou que pelo menos 21 vulcões em todo o país estão sob risco de erupção em crateras que não estão sendo monitoradas.

A agência investigou 50 vulcões no país após o Monte Kusatsu Shirane, na província de Gunma, no centro do Japão, ter entrado em erupção inesperadamente no dia 23 de janeiro do ano passado. Um membro das Forças de Autodefesa morreu e 15 pessoas ficaram feridas.

Veja também
» Vulcão entra em erupção em ilha no sudoeste do Japão
» Japão eleva alerta em vulcão que entrou em erupção pela 1ª vez em 250 anos

O órgão informa ainda que vai ampliar o monitoramento, instalando novas câmeras em sete dos 21 vulcões, e utilizando dispositivos como webcams instaladas por municípios e outros grupos.

Maior saldo de mortes nos últimos tempos
Em setembro de 2014, 63 pessoas morreram no Monte Ontake, o maior saldo de mortes provocado por um vulcão japonês em mais de 70 anos.

O Japão está localizado sobre o chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das áreas sísmicas e vulcânicas mais ativas do mundo, e sofre frequentemente com terremotos e erupções vulcânicas. Segundo a JMA, o arquipélago japonês tem 110 vulcões ativos, dos quais monitora cerca da metade deles em tempo integral.

MN – Mundo-Nipo
Fontes: Agência Brasil | NHK News.