Notícias

Imperador do Japão expressa remorso por Segunda Guerra Mundial

Foto: Kyodo

Imperador Naruhito e Imperatriz Masako participaram da cerimônia que marca os 74 anos da rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial.

O recém entronado imperador do Japão, Naruhito, expressou profundo remorso sobre os tempos de guerra do país e orou pela paz global nesta quinta-feira (15), ecoando as palavras de seu pai, o imperador emérito Akihito, em uma cerimônia anual que marca a rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Quando herdou o trono em maio, Naruhito, de 59 anos, se tornou o primeiro monarca do Japão a nascer após a guerra. Já o seu pai, Akihito, foi o primeiro imperador japonês a abdicar ao Trono do Crisântemo em dois séculos.

“Olhando para o longo período de paz pós-guerra, refletindo sobre nosso passado e tendo em mente sentimentos de profundo remorso, eu espero verdadeiramente que a devastação da guerra nunca se repita”, disse.

Esta foi a primeira vez que Naruhito e sua esposa, a imperatriz Masako, participaram da cerimônia anual de rendição na condição de monarcas do Japão.

VEJA TAMBÉM
Exame confirma que imperatriz emérita do Japão tem câncer de mama
Naruhito ascende ao trono do Japão
Em breve cerimônia, Akihito deixa o cargo de imperador do Japão

Naruhito é o neto do imperador Hirohito, em cujo nome as tropas japonesas lutaram na Segunda Guerra Mundial.

Na cerimônia, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, prometeu não repetir a tragédia da guerra, dizendo que o Japão “lembra profundamente as lições da história”, mas não mencionou as agressões do país contra seus vizinhos asiáticos como semelhantes aos anos anteriores à sua posse em 2012.

“Mais de 3 milhões de vidas de nossos compatriotas foram perdidas durante a guerra”, disse Abe. “Nunca esqueceremos que a paz e a prosperidade que estamos desfrutando agora foram construídas nos sacrifícios finais dos mortos de guerra”, enfatizou.

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: Agência Reuters | Kyodo News.