Notícias

Premiê japonês pede cooperação do G7 para conter turbulência no mercado

Abe pediu uma intensa cooperação com outros membros do G7, para lidar o forte aumento da volatilidade nos mercados financeiros.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Preocupado com o forte aumento da volatilidade nos mercados financeiros, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pediu nesta sexta-feira uma intensa cooperação com outros membros do Grupo das Sete potências econômicas (o G-7) para lidar com a turbulência no mercado global.

“Nosso governo tomará todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade do nosso sistema financeiro”, disse Abe em uma reunião de gabinete.

Abe tem instruído especificamente o Ministério das Finanças e o Banco do Japão (BoJ, o banco central japonês) para trabalhar em conjunto para tomar as medidas necessárias, enquanto pediu para realizar consultas com os seus parceiros do G-7.

O ministro das Finanças, Taro Aso, advertiu separadamente sobre a forte valorização do iene, dizendo que “as fortes oscilações nas taxas de câmbio são indesejáveis”. “O Japão tomará respostas firmes quando necessário”, disse ele.

Mercados em todo o mundo despencaram após o Reino Unido votar por abandonar a União Europeia, o que potencializou as incertezas sobre o rumo da economia global e despertaram novos temores nos investidores. Segundo analistas econômicos, a saída do Reino Unido levanta questões sobre a integridade do bloco econômico europeu.

Em Tóquio, o Nikkei, principal índice da bolsa japonesa, fechou em baixa de 7,92% nesta sexta-feira, a maior perda porcentual desde março de 2011, quando ocorreu o grande tsunami que devastou parte do nordeste japonês e provocou a pior crise nuclear global desde Chernobyl.

Fontes: Agência Reuters | Jornal Estadão.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta