Notícias

Bolsa de Tóquio renova máxima em 15 anos e supera os 18,7 mil pontos

O índice Nikkei subiu mais de 1% e atingiu seu maior nível desde abril de 2000.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio avançou nesta quinta-feira (26), com o Nikkei superando os 18,7 mil pontos pela primeira vez em 15 anos, influenciado pelo anúncio de que um fundo de pensão japonês vai aumentar sua exposição a ações do país.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, subiu 200,59 pontos, alta de 1,08% ante o fechamento anterior, encerrando aos 18.785,79 pontos, seu maior nível desde abril de 2000.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, teve avanço de 14,06 ponto, alta de 0,93% ante o fechamento de quarta-feira, encerrando o dia aos 1.521,68 pontos, seu melhor resultado desde dezembro de 2007.

O volume das transações na sessão principal somou cerca 2,391 bilhões de ações negociadas contra 2,212 bilhões de ações alcançadas na quarta-feira.

A Federation of National Public Service Personnel Mutual Aid Associations, um fundo de pensão japonês conhecido como KKR, informou que vai ampliar sua carteira de investimentos para triplicar o montante investido em ações domésticas, de 8% para 25%, e, ao mesmo tempo, reduzi-la para bônus, de 74% para 35%. O KKR tem 7,6 trilhões de ienes (cerca de US$ 59 bilhões) em ativos sob sua administração.

Os ativos do KKR não podem ser comparados aos do Fundo de Investimento de Pensões do Governo (GPIF, na sigla em inglês), que totalizam 120 bilhões de ienes, mas o gesto é simbólico, segundo o estrategista-chefe da kabu.com Securities, Tatsunori Kawai.

O movimento da KKR está em linha com o anúncio do GPIF em outubro. O fundo do governo disse que aumentará a exposição das ações domésticas de sua carteira de títulos, tanto nacionais como estrangeiras.

A notícia, divulgada ontem, favoreceu os negócios em Tóquio hoje, impulsionando as expectativas de que as empresas irão melhorar seus lucros até o fim do atual ano fiscal, que finda no dia 31 de março.

“Há especulações de que seguradoras de imóveis vão mudar sua alocação da mesma forma que o KKR e o GPIF, o que apenas faria aumentar o apetite de compra por ações japonesas de agora em diante”, comentou Kawai.

Mediante a isso, a indústria de seguros foi destaque de hoje em Tóquio, com a NKSJ Holdings, por exemplo, saltando 4,6%, enquanto a MS&AD Insurance Group Holdings alavancando ganhos de 3,8%.

Empresas do setor de transporte foi outro grande ganhador na bolsa japonesa, com a Kawasaki Kisen saltando 4,7%. Já o Aomori Bank teve ganhos de 5,7 %, depois de anunciar um plano de recompra de papéis de sua emissão, estimado em cerca de 3 milhões de ações.

O salto visto ontem nas cotações do petróleo, que variou de 3,5% a mais de 5,0%, deu força a empresas ligadas ao setor petrolífero, como a Inpex Corp. e a JX Holdings, que subiram 3,3% e 1,6%, respectivamente.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*