Mais Esportes

Japonesas conquistam Mundial Sub-17 com campanha impecável

As meninas do Japão encerram com uma campanha fantástica, com 23 gols marcados e apenas um sofrido em seis jogos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Um ataque eficiente e uma defesa quase intransponível do começo ao fim do torneio. Confirmando o que fez em toda a campanha na Costa Rica, a seleção do Japão derrotou a Espanha por 2 a 0 e conquistou, na noite de sexta-feira (4), o título da Copa do Mundo Feminina Sub-17 da FIFA. Um gol de Meika Nishida abriu o placar aos cinco minutos, e Fuka Kono selou o resultado aos 34 do segundo tempo.

 

Japão é campeão da Copa do Mundo Feminina Sub-17 da FIFA 2014 (Foto: FIFA/Getty Images)

As meninas do Japão encerram uma campanha fantástica, com 23 gols marcados e apenas um sofrido em seis jogos (Foto: FIFA/Getty Images)

 

O placar da final ratificou o que a estreia de ambas as seleções mostrou na fase de grupos. No dia 16, em Tibas, a seleção japonesa já havia derrotado a espanhola por 2 a 0. Pouco mais de duas semanas depois, as meninas do Japão encerram uma campanha fantástica, com 23 gols marcados e apenas um sofrido em seis jogos.

É o primeiro título do Japão na história da Copa do Mundo Feminina Sub-17. A seleção nipônica já havia alcançado a final em 2010, mas acabou superada pela Coreia do Sul nos pênaltis. A Espanha, por outro lado, também alcançou seu melhor resultado na competição.

O primeiro gol do jogo não demorou a sair. Aos cinco minutos, Shiho Matsubara recebeu bola na entrada da área e chutou de primeira. A goleira Elena de Toro espalmou, mas a bola bateu no travessão e sobrou na área para Meika Nishida completar. Melhor defesa da competição, o Japão apostou nos contra-ataques, sempre conduzidos pelos toques de Yui Hasegawa e Hina Sugita. Aos 27, quase saiu o segundo gol, mas Hasegawa, na marca do pênalti, chutou ao lado.

Até o intervalo, a Espanha não criou grande chances de gol. Na volta dos vestiários, o cenário não mudou muito. Hasegawa chegou com perigo aos oito e aos dez minutos, mas não foi feliz nas conclusões. O domínio continuou até que, aos 34, Fuka Kono recebeu dentro da área e tocou de direita, colocado, para aumentar a vantagem. A seleção europeia não conseguiu sequer ameaçar depois disso.

Mizuki Saihara ainda quase aumentou aos 40, completando cruzamento de Kono, mas o chute de canhota foi no travessão espanhol. A Espanha ainda pressionou no fim, mas de forma desordenada, e não conseguiu superar a barreira japonesa.

As informações são do site oficial da FIFA. Traduzido por Yui Hasegawa (JPN).

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •