Mais Esportes

Japão vai cortar custos para construção de estádio sede das Olimpíadas de 2020

O corte vem após a notícia de que o custo da construção será de US$ 3 bilhões, mais que o dobro do estimado inicialmente.

Do Mundo-Nipo

O estádio principal para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2020, em Tóquio, será construído no local do Estádio Nacional de Tóquio, no centro da capital japonesa. Entretanto, após receber a notícia de que o valor da construção irá mais que dobrar em relação ao estimado, o governo japonês disse que planeja reduzir o custo pela metade.

 

Projeto do estádio sede das Olimpíadas de 2020 em Tóquio (Foto: Arquiteto Zaha Hadid/Divulgação)

Projeto do estádio sede para as Olimpíadas de 2020, em Tóquio (Foto: Arquiteta Zaha Hadid/Divulgação)

 

O Estádio Olímpico de 1964, patrimônio afetivo dos japoneses, será demolido no ano que vem para dar lugar ao novo estádio de aspecto futurista, projetado pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid. O novo estádio, que será equipado com um teto retrátil, terá capacidade para cerca de 80 mil lugares, 30 mil a mais do que o atual, e já será usado na Copa do Mundo de Rúgbi de 2019.

A construtora, no entanto, informou ao governo que o novo estádio custaria cerca de US$ 3 bilhões, mais que o dobro do estimado inicialmente.

O governo então disse que pretende reduzir o valor para cerca de US$ 1,5 bilhão. Isso pode incluir o custo de demolição do atual estádio.

A área total do novo edifício será reduzida de 290 mil para 220 mil metros quadrados. Mas o governo afirmou que não vai alterar o projeto ou a capacidade de assentos.

As informações são da agência Kyodo e da NHK News.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.