Mais Esportes

Futebol: Japão perde para Belarus e volta para casa sem vitórias em turnê na Europa

O desempenho atual do Japão é sem dúvida o mais baixo desde 2010, quando perdeu quatro amistosos seguidos antes da estreia na Copa do Mundo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Honda em amistoso contra Belarus (Foto: Sanspo)

Tirando alguns eventuais cruzamentos de Honda que levaram certo perigo, o ataque japonês não produziu mais nada (Foto: Sanspo)

O Japão perdeu mais um amistoso nesta terça-feira (15) e vai para casa sem conseguir uma única vitória em sua turnê na Europa Oriental. Nesta terça-feira (15), o atual campeão asiático perdeu para Belarus por 1 a 0, em Belarus, antiga Bielorrússia.

A equipe escalada pelo técnico Alberto Zaccheroni foi exatamente a mesma da derrota para a Sérvia por 2 a 0, há quatro dias. O futebol sem inspiração também foi o mesmo, ou até pior – a partida é uma séria candidata a pior de toda a “Era Zaccheroni”.

O Japão nem começou tão mal. Chegou com perigo três vezes nos primeiros 12 minutos, com um chute para fora de Kagawa, uma finalização de Okazaki que o goleiro mandou para escanteio e um erro na saída de bola que deixou Kakitani na cara do gol e o arqueiro belarrusso defendeu.

Os japoneses tinham mais posse de bola, mas pararam de criar chances e deixaram o adversário equilibrar a partida. Tirando alguns eventuais cruzamentos de Honda que levaram certo perigo, de resto, o ataque japonês não produziu mais nada.

Belarus tentava ir para cima, mas esbarrava nos próprios erros, como o escorregão que sofreu Kornilenko quando foi dominar a bola dentro da área e furadas na hora de chutar na meta de Kawashima. O volante Yan Tigorev, no entanto, acertou no fim do primeiro tempo (44′) um chutaço de fora da área que redimiu todos os erros dos companheiros.

Belarus, que já estava jogando com metade do time reserva, voltou do intervalo com quatro alterações, enquanto o Japão não mudou. Zaccheroni, porém, decidiu mexer passados apenas cinco minutos, tirando o apagado atacante Kakitani para colocar o zagueiro Morishige. Parece Isso mesmo, saiu um atacante e entrou um zagueiro. Com o time perdendo e apenas tocando a bola sem objetividade, sem variar as jogadas, o treinador italiano mudou a formação para o 3-4-3 que já foi testado e reprovado inúmeras vezes.

Mesmo com as substituições, o panorama do jogo não mudou até o fim da partida. Se Belarus pouco fez no ataque durante os 90 minutos, o sistema defensivo dos europeus foi impecável e não deu a menor chance aos japoneses.

Em 17 jogos este ano, foram sete vitórias, dois empates e oito derrotas. O revés sofrido hoje foi contra o adversário pior colocado no Ranking da Fifa (80º) entre os que ganharam do Japão (42º) este ano. Belarus, que ficou em último lugar no seu grupo nas Eliminatórias, até deu trabalho para França e Espanha, mas jogou hoje com metade do time reserva, enquanto o Japão estava com todos os titulares.

O desempenho atual da seleção japonesa é sem dúvida o mais baixo desde 2010, quando o Japão perdeu quatro amistosos seguidos antes da estreia na Copa do Mundo e o então técnico Takeshi Okada esteve prestes a entregar o cargo. Zaccheroni pode não estar tão ameaçado quanto Okada esteve na época, mas as coisas podem piorar, já que os próximos amistosos são contra Holanda (16/11) e Bélgica (ainda não confirmado).

As informações são do Blog Futebol no Japão e da agência Kyodo.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •