Notícias

Agropecuária do Japão tem US$ 810 milhões de prejuízo por tufão Hagibis

©Getty

Prejuízos devem aumentar porque ainda não foram coletados dados das áreas fortemente afetadas por transbordamentos de rios.

Os prejuízos na agropecuária e na pesca do Japão causados pela passagem do tufão Hagibis na semana passada continuam aumentando, e já passam de o equivalente à US$ 810 milhões, informou o governo do país em um relatório divulgado nesta quarta-feira (23)

De acordo com os dados do Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca, o montante divulgado hoje abrange prejuízos financeiros declarados em 37 províncias até a manhã de quarta-feira, data local (noite de terça-feira, 22, em Brasília).

O relatório mostra que os dispêndios nas plantações de arroz, frutíferas e de outros produtos agrícolas somam cerca de US$ 75 milhões, enquanto os danos a instalações agropecuárias, tais como reservatórios e sistemas de irrigação, totalizam até o momento creca de US$ 320 milhões.

O Ministério disse que tais prejuízos são relativos a cerca de 6 mil localidades no arquipélago.

Por sua vez, os prejuízos referentes a estradas florestais, madeireiras e outras instalações silvícolas somam US$ 195 milhões. Já os danos a portos e outras instalações da indústria pesqueira ficaram em cerca de US$ 80 milhões.

Acredita-se que o valor total dos danos aumente significativamente, uma vez que ainda não foram coletados todos os dados relevantes, principalmente aqueles referentes a áreas fortemente afetadas pelo transbordamento de rios que, por sua vez, causaram inundações que ainda não escoaram por conta das chuvas incessantes em várias áreas do país.

SAIBA MAIS
Tufão Neoguri leva novas tempestades ao Japão
Japão se prepara para receber mais chuvas em regiões inundadas por tufão
Premiê do Japão visita áreas atingidas pelo tufão Hagibis

Mediante isso, o Ministério planeja criar medidas de apoio a agricultores e demais setores afetados pelo tufão Hagibis, considerado o mais devastador a atingir o Japão em décadas.

Da NHK News / Tradução e edição do Mundo-Nipo.com (MN).