Notícias

Bolsa de Tóquio sobe e fecha semana com alta acumulada de 0,77%

O mercado acionário japonês acompanhou os ganhos ontem em Nova York.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta nesta sexta-feira (3) e encerrou a semana com saldo positivo, acompanhando o movimento de ganhos no mercado acionário norte-americano, enquanto os investidores aguardavam importantes indicadores sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos, a serem lançados no final do dia.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, subiu 122,29 pontos, avanço de 0,63% ante o fechamento anterior, aos 19.435,08 pontos, após alta de 1,46% na véspera. Na semana, o índice acumulou valorização de 0,77%.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, valorizou 9,99 pontos, avanço de 0,64% ante o fechamento de quinta-feira, terminando aos 1.564,16 pontos.

O volume das negociações na sessão principal foi o mais baixo do ano, somando cerca de 1,713 bilhões de ações, bem abaixo da média de aproximadamente 2,215 bilhões de ações registrados ao longo da semana, com os investidores contidos, a espera de um importante relatório sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos, que deverá sair no final do dia.  O governo divulgará dados de criação de vagas fora do setor agrícola, números acompanhados de perto pelo mercado como sinalizadores de eventual mudança na condução da política monetária do país.

Yutaka Miura, analista-chefe da Mizuho Securities Co., disse que o mercado está preocupado com os resultados do relatório norte-americano. “Dados extremamente fortes levarão a especulação de uma elevação das taxas de juro já no meio do ano, mas se forem muito fracos, atiçarão as preocupações sobre a economia [EUA]. No entanto, é esperado que o resultado seja positivo”, afirma o analista.

Nesta sessão, os maiores ganhos incluíam ações de empresas dos setores de vidro, de cerâmica e de borracha, enquanto papéis dos setores de mineração, de serviço público e de equipamentos de precisão foram os grandes perdedores.

A Sony saltou 3,4%, depois que o jornal Nikkei informou no início do dia que a reestruturação bem sucedida na fabricante de eletrônicos levou a empresa a acrescentar pelo menos 60 bilhões de ienes (US$ 500 milhões) na estimativa de seu lucro operacional para o atual ano fiscal encerrado em março de 2016.

Já a Seven & I Holdings Co. recuou 0,9%, depois que o relatório sobre lucros da varejista em fevereiro, lançado na quinta-feira, ficou aquém das expectativas do mercado.

(Com informações das Agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*