Culinária

Receita de guioza frito com recheio de carne de porco

Foto: Sasaken/Fotolia

O guioza é uma espécie de pastel oriental com recheio de carne picada, legumes e vegetais dentro de um finíssimo invólucro de massa em formato oblato.

Embora o guioza (gyoza) seja originário da culinária chinesa, o Japão o adotou muito bem. A iguaria, que é comumente referida pelos ocidentais como pastel oriental ou pastel chinês.

A deliciosa iguaria consiste em um recheio com carne picada em pedacinhos bem pequenos (quase que moída), legumes e vegetais, tudo dentro de um finíssimo invólucro de massa que, por sua vez, é então selado através de pressão manual em suas extremidades, podendo ser cozido no vapor ou o mais popular entres os ocidentais, que é guioza frito em óleo.

De formato oblato, semelhante ao do ravióli, o guioza é comumente consumido com um molho semelhante ao ponzu, feito à base de shoyu e limão.

Esses deliciosos pasteizinhos orientais podem ainda ser servidos como acompanhamento de pratos da culinária japonesa, mas também são ótimos apenas como entrada e petiscos para festas e reuniões.

Existem diversos modos de prepará-lo, isso porque os recheios são bastante variados.

Entretanto, a versão original chinesa é frita, com recheio de carne de porco, nirá e acelga. Já os japoneses têm preferência por guioza cozido no vapor.

A receita a seguir, no entanto, é de guioza frito, com recheio tradicional de carne de porco, legumes e vegetais.

Ingredientes (para 20 unidades)
  • 1 pacote de massa pronta para guioza (redonda);
  • 1 maço pequeno de nira bem picado;
  • 100g de lombo de porco picado em pedacinhos bem pequenos;
  • ¼ de acelga ou repolho picado;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • 4 colheres (sopa) de óleo para fritar.
Ingredientes para o molho
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu);
  • 1 colher (sobremesa) de óleo de gergelim;
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão (coado);
  • 1 colher (sopa) de saquê seco ou saquê mirin (saquê culinário);
  • 1 pitada de glutamato monossódico e outra de hondashi;
  • Pimenta e alho amassado a gosto.
Modo de preparo

1. Misture todos os ingredientes do molho em uma tigela e reserve;

2. Tire as pontas do nirá e depois pique em pequenos pedaços. Corte a acelga ou o repolho em tiras bem fininhas. Depois misture com o nira e coloque um pouco de sal. Deixe descansando por cerca de 15 minutos;

3. Depois esprema a mistura com as mãos para tirar o excesso de água e, em uma tigela, misture tudo com o lombo picado;

4. Em uma superfície limpa, coloque as folhas de massa. Com uma colher de sobremesa, recheie as folhas e as feche com o auxílio de água nas bordas, para que fiquem bem grudadas;

5. Coloque os guiozas em uma panela própria para banho-maria e deixe cozinhar por cerca de 8 minutos;

6. Enquanto estiverem cozinhando, aqueça o óleo em uma frigideira grande. Depois que estiver bem quente, retire os pasteizinhos do banho-maria e frite imediatamente. Deixe-os no óleo até ficar dourado, mas sem deixar queimar as bordas;

7. Sirva-os acompanhado do molho.

Veja abaixo passo a passo em fotos
Colocando ao recheio na massa | Foto: Marc Matsumoto
Fechando a massa | Foto: Marc Matsumoto
Massa completamente fechada | Foto: Marc Matsumoto
Guiozas prontos para fritar | Foto: Marc Matsumoto
Guiozas prontos para servir | Foto Marc Matsumoto
Dicas

Todos os ingredientes podem ser encontrados em lojas especializadas em produtos asiáticos, no entanto, caso não consiga encontrar nirá, este pode ser substituído por cebolinha. Carne de frango e bovina também pode fazer parte do recheio, separadamente ou em conjunto.

Para quem não gosta de massa pronta, comumente vendida em lojas de culinária asiática, a receita da massa pode ser conferida no vídeo abaixo, que serve tanto para guioza frito como no vapor (Cortesia do Canal Jiang Lab):

Restrição de uso
A receita pertence ao Asahi Cooking / Tradução e edição do Mundo-Nipo.com (MN). É permitida a reprodução desde que fornecido os devidos créditos ao Mundo-Nipo, com link direcionando para mundo-nipo.com. Para reprodução com fins comerciais, leia a Restrição de uso.

Receita atualizada em 09/04/2020.