Mais Esportes

Personagens do Pokémon são os novos mascotes do Japão para a Copa de 2014

Pikachu foi o monstrinho que compareceu ao evento de apresentação dos Pokémons como mascote do Japão para Copa de 2014.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Os populares monstrinhos da franquia Pokémon, que surgiu como jogos para a plataforma Gameboy em 1996 e posteriormente em séries animadas mundialmente famosas, agora são os mais novos garotos-propaganda da seleção do Japão para a Copa do Mundo deste ano.

 

Pikachu participou do evento de apresentação dos Pokémons como mascotes da Seleção Japonesa (Foto: Divulgação)

Pikachu participou do evento de apresentação dos Pokémons como mascotes da Seleção Japonesa (Foto: Divulgação)

 

O anúncio foi feito esta semana em evento da fornecedora de material esportivo dos japoneses, a Adidas. Para marcar a ocasião, o bichinho mais famoso da série, Pikachu, apresentou algumas imagens dos monstrinhos com a camisa da seleção japonesa.

Entretanto, não foram revelados em quais ações de marketing da Federação de Futebol do Japão os Pokémons estarão presentes.

Criado pelo programador Satoshi Tajiri e pelo designer Ken Sugimori na segunda metade da década de 1990, Pokemón surgiu primeiro com jogos para a plataforma Gameboy, uma espécie de mini game de alto desempenho da época.

Poucos anos depois, o desenho animado se popularizou no mundo todo, culminando hoje em 17 temporadas, diversos mangás, um jogo de cartas oficial e 16 filmes. O sucesso dos 43 games foi tão grande que a marca é comparada à série Mario Bros, também da Nintendo.

No Japão, eles são extremamente populares. Os monstrinhos são usados em campanhas de marketing por diversas empresas do país, incluindo companhias ferroviárias e aéreas, onde podem ser vistos estampados nos velozes trem-bala e em aeronaves comerciais.

(Do Mundo-Nipo com informações da Revista Época)

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta