Política

Premiê japonês começa a discutir direito de legítima defesa do exército

Mais cedo a China contestou a versão divulgada pelo Japão de que um navio chinês apontou um radar contra um destróier japonês.

Do Mundo-Nipo

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, iniciou nesta sexta-feira discussões sobre se o Japão precisa retirar a proibição auto-imposta quanto ao direito de legítima defesa coletiva das Forças de Auto-Defesa do país.

 

Força Marítima de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

Força Marítima de Auto-Defesa do Japão (Foto: CIA)

 

Abe disse que, em meio as atividades hostis da China e as ambições nucleares da Coreia do Norte, as Forças de Auto-Defesa devem ser autorizadas a exercer a legítima defesa coletiva, ou chegar até a base de um aliado em caso de ataque armado, apesar da Constituição pacifista do Japão que não permite o curso de ação, segundo informações da agência Kyodo.

O premiê participou de uma reunião com o painel de 13 membros sobre a questão, sendo convocado pela primeira vez desde que assumiu o cargo pela segunda vez no final de dezembro.

Mais cedo a China contestou a versão divulgada pelo Japão de que um navio chinês apontou um radar – usado para guiar mísseis – contra um destróier japonês, em 30 de janeiro, no Mar da China Oriental.

O vice-ministro das Relações Exteriores, Chikao Kawai, convocou uma reunião com embaixador chinês Cheng Yonghua, protestando novamente e afirmando que a declaração chinesa é “inaceitável”.

As tensões entre os governo chinês e japonês aumentaram desde que o Japão comprou as ilhas Senkaku/Diaoyu – que são reivindicadas pela China e Taiwan – de um proprietário privado em setembro do ano passado.

 

 

saiba mais


China contesta consideração do Japão sobre incidente com radar


Japão condena China por invasão territorial em torno de ilhas Senkaku


Urgente: Navio da China usa radar contra navio militar japonês perto de ilhas Senkaku


Dois navios chineses invadem águas japonesas em torno de ilhas Senkaku


Japão libera capitão de barco chinês que invadiu águas japonesas


Japão prende capitão de barco chinês por atividades ilegais


Navios da China invadem águas japonesas em torno de ilhas disputadas


Três navios chineses navegaram na zona contígua perto das ilhas disputadas com Japão


Navios da China e Taiwan foram avistados perto das ilhas Senkaku


 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*