Política

Aprovação do gabinete japonês cai 6 pontos em outubro

Cerca de 13% dos entrevistados disseram que “não confiam no caráter do primeiro-ministro Shinzo Abe”.

Do Mundo-Nipo

O índice de aprovação ao gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, caiu seis pontos percentuais em relação a setembro, para 52 por cento em outubro. Na mesma comparação, o índice de desaprovação aos ministros subiu seis pontos porcentuais, para 34 por cento, de acordo com a mais recente pesquisa realizada pela emissora estatal japonesa ‘NHK’.

 

Índice de aprovação do gabinete Japonês em outubro (Foto: Shinichi Iizuka/AJW/Edição MN)

Cerca de 13% dos entrevistados disseram que “não confiam no caráter do primeiro-ministro Shinzo Abe” (Foto: Shinichi Iizuka/AJW/Edição MN)

 

A NHK entrevistou, por telefone, 1.516 pessoas com idades acima de 20 anos. Do total, 68% responderam à pesquisa que foi conduzida no último final de semana.

Como razões para apoiar o Gabinete de Abe, 41 por cento disseram que “parece ser melhor do que o anterior” – antes da reformulação em setembro -; 18 por cento citaram que o atual “possui uma capacidade maior para levar adiante suas políticas”; 13 por cento disseram que “esperam ver resultados”.

Entre os que desaprovaram, 50 por cento disseram que “não esperam muito de suas políticas”; 13 por cento afirmaram que “não confiam no caráter de Abe”; 11 por cento responderam que “não apoiam os partidos do governo”.

Os entrevistados também foram questionados sobre as relações entre Japão e China. Quando perguntados sobre uma melhora nos laços entre os dois países, 9 por cento disseram pensar assim; 19 por cento estimaram que as relações vão deteriorar; 65 por cento disseram que a questão “permanecerá inalterada”.

Outra pergunta foi sobre um encontro entre líderes dos dois países, que Abe está esperando realizar em novembro, à margem da cúpula da APEC em Pequim; 46 por cento disseram que é necessário um encontro na referida reunião; 7 por cento disseram que não; 40 por cento estavam indecisos.

No início de setembro, logo após a primeira reformulação ministerial do governo de Abe, o índice de aprovação teve uma alta de 5 pontos percentuais, com os entrevistados destacando o fato inédito do gabinete passar a contar com cinco mulheres no cargo de ministras.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários